O Inevitável

turismo
Roberto Drumond - Editor chefe do Jornal Ouvidor.

O Inevitável – Desde a pandemia, com todos os estabelecimentos comerciais fechados, a imprensa como um todo reduziu a tiragem dos jornais e se concentrou nas publicações nas redes digitais. Sabedores de nossa responsabilidade como uma publicação que há 33 anos agracia semanalmente os leitores com nosso jornal impresso, decidimos mantê-lo apesar das dificuldades impostas pelo mercado. E, na contra-mão de tantas publicações regionais que optaram por suspender os impressos, definimos que manteríamos uma edição com oito páginas.

Veja Também

E é isso que temos feito embora em algumas edições tenhamos sido obrigados a fazer 12 páginas. Mas isso deve ser exceção, conforme planejamos há dois anos. Os demais conteúdos optamos pela publicação em nossa versão digital que, ao contrário da versão impressa que exige o uso de múltiplos de quatro, nos permite qualquer número de páginas.

Essa semana, repleta de fatos, foi inevitável que autorizássemos mudanças substancias na versão impressa. Abrimos o tradicional espaço do “Pé do Ouvido para a publicação” de Editais cuja veiculação é obrigatória. É possível até que essa diagramação se consolide como alternativa, mesmo sabendo que essa coluna constitui uma das mais preferidas por nossos leitores. Afinal, é inevitável que a versão digital passe a ser mais buscada quando somente ela tiver as colunas que, circulam também no impresso.

Por isso digo que é inevitável que essas alterações ocorram de modo a permitir, não só a adequação de nosso veículo aos recursos proporcionados pela tecnologia, como também na valorização dos conteúdos com que buscamos fortalecer as nossas redes sociais.

Essa semana, nosso Instagram atingiu a marca de 18.500 seguidores, o nosso site e também nossas redes no facebook se consolidam com mais de 30 mil e ingressamos também no território do Youtube mantendo a nosso programa de segunda a quinta-feira às 19 horas e, há duas semanas lançamos o “Tudo Vira História”, levando as lembranças de personalidades de nossa sociedade a narrar um pedaço de suas vidas, convictos de que a história da cidade é a soma das histórias de seus cidadãos.

Peço perdão caso não tenha gostado dessas mudanças, mas é mais do que necessários que nós as adotemos não só para acompanhar a evolução da tecnologia e da sociedade como também para permitir que, com mais investimentos, cada vez mais melhoremos o conteúdo que oferecemos à Você, nosso estimado Leitor, que merece mais e melhores informações. Continue conosco e se inscreva em nossas redes sociais! Ajude-nos a ser melhor cada vez mais!

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments