Notícias da Vida Real

turismo
Roberto Drumond - Editor chefe do Jornal Ouvidor.

Entre as tantas notícias que merecem comentário essa semana, uma me chamou muito a atenção. Eu não me surpreenderia se, em alguns anos, o delegado Rivaldo Barbosa, que conduziu as investigações iniciais da apuração do assassinato de Marielle Franco fosse convidado a participar de uma novela em uma grande emissora.

Foi notícia no Ouvidor

Não quero com essa observação prejulgá-lo ou mesmo condená-lo, mesmo porque ele está apenas indicado como suspeito. Muita apuração ainda vai acontecer e ele pode sair dessa apenas indicado para o Oscar. Mas se confirmarem as suspeitas, ele é um excelente artista da novela da vida.

O seu desempenho na história toda indica que ele não só sabia do crime antecipadamente como também atuou para embaraçar as investigações. E, ainda a se apurar, o fato de ter sido indicado para o cargo na véspera da ocorrência do crime pode indicar o envolvimento de outras autoridades (para não dizer atores) nessa peça trágica.

Alguém já disse que não existe pessoa com cara de bandido nem de mocinho. E, está cada vez mais difícil de identificar a realidade por trás da fantasia. Refiro-me agora ao famigerado BBB, programa alienante que entorpece muitas mentes. São vários atores, cada um representando um papel dentro do contexto cujo objetivo é estabelecer conflitos entre os indivíduos para o deleite dos espectadores. E dá-lhe audiência!

Na apuração feita pela Polícia Federal que identificou os atores dessa novela da vida real, a vida da Marielle, ficou clara a atuação de diversos bandidos de terno, gravata e mandados políticos. Pessoas eleitas com o voto de uma parcela da população que conseguiram enganar, e acreditavam continuar enganando e se dando ao direito, inclusive, de ditar a vida ou a morte de outros atores.

Esse ano teremos eleições. Chamo a atenção para o fato de que seremos obrigados a avaliar o desempenho de diversos atores atuando para conquistar seu voto. Pare e pense ao escolher em quem votar. Imagine que é o seu voto que vai definir se o escolhido por você é quem assumirá o cargo: o seu é o último voto que falta para dar a vitória a alguém.

Tente não se impressionar com a atuação. A maioria das pessoas que se envolvem na política fazem até curso para aprender a representar o papel que desejam. Alguns são autênticos mesmos, vivem e dão a vida por seus objetivos. Outros não, estão ali em busca de um poder que lhes beneficia.

Reflita bastante antes de apertar as teclas que colocam atores em papeis que envolvem a sua vida!

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments