Vereador é réu em processo

O Ministério Público Eleitoral acusa Fernando Coppola por corrupção passiva e fraude em licitação

Fernando Copolla
Vereador Fernando Daniel Copolla, atualmente ocupa o cargo de presidente da Câmara de Igaratá. Foto: Rede Social

O atual presidente da Câmara Municipal de Igaratá, Fernando Coppola, desde 01 de janeiro de 2023 responde uma Ação Penal que tramita no juízo da 2ª Zona eleitoral de São Paulo na condição de réu, definida em agosto do ano passado.

Veja Também

O Ministério Público Eleitoral acusa Coppola por corrupção passiva, fraude em licitação e participação em organização criminosa. A denúncia foi inicialmente oferecida pelo Ministério Público Federal em janeiro de 2019 em decorrência de duas operações empreendidas pela Polícia Federal em Mauá, município da região metropolitana de São Paulo.

As operações “Prato Feito” e “Trato Feito” investigaram a administração do então prefeito Átila César Monteiro Jacomussi que no curso das investigações exerceu mandados de deputado estadual e prefeito de Mauá, ocasião em que Daniel Coppola era secretário municipal de educação.

Consta na denúncia oferecida pela Polícia Federal que Coppola, sob o codinome de “Xuxa”, durante o ano de 2017, teria atuado para fraudar a aquisição de 48.000 kits escolares, número exagerado para o número de alunos na rede municipal de ensino que era de 18.699. No processo teria favorecido uma determinada empresa e em troca teria recebido valores de forma habitual, em montante correspondente a percentual de 3% do contrato de R$ 8.340.000,00, de acordo com a planilha obtida pela Polícia Federal.

Em 2020, Fernando Coppola, transferiu seu domicílio eleitoral de Mauá para Igaratá, vindo a se eleger vereador em novembro do mesmo ano. Em janeiro desse ano assumiu a Presidência da Câmara Municipal de Igaratá.

Procurado pela reportagem, Coppola disse que na Justiça terá a oportunidade de provar a sua inocência e que, na próxima semana, após conversar com seus advogados, dará melhores explicações ao Jornal. Segundo ele, a população de Igaratá, em especial os seus eleitores, merecem que esse episódio seja devidamente esclarecido.

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments