Secretaria da Mulher faz balanço das ações promovidas durante o mês de maio

Capacitação, atendimento móvel, além de ações de conscientização e prevenção fizeram parte do cronograma da Secretaria da Mulher

Secretaria da Mulher, Direitos Humanos e Cidadania faz balanço das ações promovidas durante o mês de maio. Foto: Assessoria Itaquá

Desde que passou a abranger as coordenadorias da mulher, pessoa com deficiência, igualdade racial, diversidade sexual, juventude e idoso, a Secretaria da Mulher, Direitos Humanos e Cidadania de Itaquaquecetuba tem promovido uma série de ações para intensificar os trabalhos e contemplar os novos grupos.

Veja Também

Só em maio, promoveu dois atendimentos móveis para mulheres, sendo um na Vila Bartira e outro na Vila Japão, com palestra sobre inteligência emocional, além de duas edições da Feira da Mulher Empreendedora, que ocorreu na praça central, com temática de Dia das Mães, e na Ung/Univeritas para seguir incentivando a autonomia feminina das artesãs do município.

Na primeira semana do empreendedorismo feminino, também organizada pela pasta, foram oferecidas aulas gratuitas de gestão financeira, marketing digital e diferencial de negócios. “Estamos sempre promovendo capacitações que incentivem a liberdade da mulher. Assim podemos ajudar na realização de seus sonhos”, disse a secretária Hadla Issa.

O mês também é marcado pela luta contra a LGBTfobia e por isso a secretaria realizou a entrega de cartilhas atualizadas dos direitos da comunidade LGBTQIAPN+ em equipamentos públicos. O guia abrange lésbicas, gays, bissexuais, transgêneros, queer, intersexuais, assexuais, pansexuais, não-binárias e mais.

A ideia é diminuir os preconceitos, buscar a igualdade social e o aumento da representatividade. “Precisamos conscientizar as pessoas para acabarmos com os crimes contra a comunidade, garantir os seus direitos e ter uma cidade livre de preconceitos”, ressaltou a secretária.

Displays de preservativos foram instalados nas estações Itaquaquecetuba e Aracaré da CPTM para ampliar as ações de prevenção às infecções sexualmente transmissíveis e gravidez indesejada por meio do acesso gratuito às camisinhas femininas e masculinas. A instalação na estação Manoel Feio será feita quando a reforma for finalizada.

O programa estadual TODAS In-Rede começou a ser estruturado no município. Ele incentiva a independência das mulheres com deficiência através da oferta de cursos e oficinas para qualificação profissional, informações e conteúdos exclusivos. A coordenadora do programa, Caroline Reis, conduziu o encontro para esclarecer dúvidas e trocar experiências.

Estiveram presentes representantes da Delegacia de Defesa da Mulher (DDM), Centro de Referência de Assistência Social (CRAS), Centro de Referência Especializado de Assistência Social (CREAS), Centro de Atenção Psicossocial (CAPS), Universidade Virtual do Estado de São Paulo (Univesp), Conselho Estadual da Pessoa com Deficiência (CONDEF), Conselho de Políticas para Mulheres e Amigos dos Autistas Incondicionalmente (AMAI) Azul.

Maio também é o mês das mães e pensando nisso, vinte mães de crianças atípicas participaram da ação “Dia de quem cuida de mim” com direito a massagem, maquiagem e cuidados com o cabelo. Foi feito um ensaio fotográfico e posteriormente elas se reuniram para a entrega do resultado.

O prefeito Eduardo Boigues ressaltou que a secretaria está desempenhando um papel fundamental de empoderamento das minorias. “Nosso propósito é levar cada vez mais autonomia, conhecimento e conscientização. Já começamos a traçar o planejamento de junho e vem mais novidades por aí”, finalizou.

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments