Início Saúde

Saúde confirma 4ª dose para quem tem 40 anos ou +

Já está liberado o reforço da vacina contra a Covid-19 para pessoas com 40 anos ou mais. Procure o posto de saúde

Saúde confirma 4ª dose para quem tem 40 anos ou mais
Ministério da Saúde confirma 4ª dose para quem tem 40 anos ou mais

O Ministério da Saúde confirmou nesta segunda-feira, 20/06, a inclusão de pessoas com idade entre 40 e 49 anos e que iniciaram o esquema vacinal com Pfizer, AstraZeneca ou Coronavac no grupo que pode receber a quarta dose da vacina contra a Covid-19.

Com isso, 9 milhões de pessoas entram no grupo elegível para esta etapa da imunização, também chamada de segunda dose de reforço. “Qualquer pessoa com 40 anos ou mais pode procurar o posto de saúde em seu município a partir de hoje”, afirmou o secretário de Vigilância em Saúde, Arnaldo Medeiros.

Para quem iniciou a vacinação com o imunizante da Janssen, todas as pessoas com 18 anos ou mais podem receber o segundo reforço —que corresponde nesse caso a uma terceira injeção— depois de quatro meses da última aplicação.

Leia mais:

Brasil pode ter de volta doenças erradicadas

Estado confirma atraso de medicamentos

Apesar de a Saúde ter feito a inclusão apenas nesta segunda-feira, alguns locais já tinham começado a vacinar pessoas com 40 anos ou mais, como o Distrito Federal.

Segundo o secretário-executivo do Ministério da Saúde, Daniel Pereira, 62 milhões de pessoas ainda não tomaram a sua primeira dose de reforço —37,4% do público-alvo. Ele reiterou a necessidade de que essas pessoas busquem os postos de saúde para completarem seu esquema vacinal. “Temos vacinas disponíveis para todos que quiserem”, declarou.

De acordo com ele, a pasta estuda em conjunto com os municípios maneiras de incentivar a vacinação no país. Uma medida analisada é ampliar o horário de funcionamento dos postos de saúde.

Outra preocupação do ministério é evitar que vacinas em estoque percam a validade. Quase 28 milhões de doses podem vencer até agosto, de acordo com o TCU (Tribunal de Contas da União). “O ministério está procurando cada vez mais distribuir essas doses. [A pasta] está fazendo todo um trabalho para que nenhuma dose seja perdida”, afirmou Medeiros ao ser questionado sobre o assunto.

 

Fonte: Folha

Se inscrever
Notificar de
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
wpDiscuz
Sair da versão mobile