Santa Isabel ganha nova biblioteca revitalizada

Anúncio de investimentos marcou a reinauguração do tradicional prédio Maria Helena Marcondes. Biblioteca conta com mais de 12.500 livros

Autoridades prestigiaram a reinauguração do tradicional prédio da Biblioteca Municipal Maria Helena Marcondes em Santa Isabel. Foto: Yara Arantes

A revitalização da Biblioteca Municipal Maria Helena Marcondes, em Santa Isabel, foi entregue à toda a população na tarde da segunda-feira (28), em cerimônia que contou com a presença de cidadãos e autoridades do município e do Estado de São Paulo. Novo espaço dedicado à cultura e educação é destacado pela acessibilidade, integração à tecnologia e um acervo com mais de 12 mil exemplares.

Veja Também

Dentre as comemorações, um dos momentos marcantes foi o anúncio do investimento de aproximadamente R$350 mil que serão destinados à Biblioteca e à Secretaria de Cultura. O Prefeito de Santa Isabel, Carlos Chinchilla, ressalta que os investimentos foram possíveis graças a duas emendas feitas pela Deputada Federal Tabata Amaral, que apoiou o projeto de reforma da livraria.

Maria Helena Marcondes
Estudantes prestigiaram a reinauguração da biblioteca e foram os primeiros a entrarem na unidade. Foto: Gustavo Vaquiani

Para Emily Barbosa, Helena Beraldo, Giulia Porto e Ana Vitória Sales, artistas e estudantes do ensino médio, a biblioteca será útil para seus estudos, preparações para provas, trabalhos e mais. As alunas também concordam que a volta do espaço histórico é essencial para o incentivo à leitura no município, “é importante termos esse espaço de volta, nos ajudará bastante quando precisarmos de mais aprofundamento em conteúdo da escola”.

A nova Biblioteca conta agora com acessibilidade, com rampas de acesso para idosos e cadeirantes, e novos computadores, que podem ser usados por todos os cidadãos. Além do investimento de aproximadamente R$350 mil, a secretária de Cultura e vice-prefeita, Teresinha Pedroso, reforça que também há planos para o futuro da Biblioteca, como a possível implementação de horas complementares e estágios para estudantes, prática já adotada por outras bibliotecas no país.

A mulher que encantou a cidade

A Biblioteca Municipal Maria Helena Marcondes carrega o nome da professora primária que marcou a educação isabelense durante a década de 1970. Nascida na capital de São Paulo em 26 de abril de 1954, Maria Helena Marcondes viveu toda a sua vida em Santa Isabel e se dedicou aos estudos. Estudou na Escola Estadual Major Guilhermino Mendes de Andrade e frequentou o chamado “Ginásio Estadual”, no bairro 13 de maio.

Enquanto estudava em Santa Isabel, chegou a ser eleita a vencedora do concurso “A Mais Bela Estudante” do ano de 1969. Posteriormente, obteve o título de professora primária após estudar o magistério no chamado “Curso Normal”, em Suzano. Cursou o secretariado na Mackenzie de São Paulo, e ingressou no curso de direito do Centro Universitário Braz Cubas, em Mogi das Cruzes, no ano de 1972.

“Com seu espírito de liderança bastante acentuado, organizou eventos marcantes, como as festas beneficentes para o Fundo Social do município e os diversos bailes da cidade”, relembra a Secretária de Cultura, Teresinha Pedroso, ao comentar sobre os feitos de Maria Helena.

Entretanto, no ano de 1976, enquanto cursava o último ano da faculdade de direito, faleceu precocemente em um trágico acidente na Rodovia Mogi-Dutra. Como homenagem à pessoa querida pelos cidadãos, a então Biblioteca Municipal Valdemar de Brito Simão foi denominada como Biblioteca Municipal Maria Helena Marcondes, em decreto sancionado no dia sete de janeiro de 1977. O espaço guarda todo o seu legado até a atualidade.

Se inscrever
Notificar de
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments