terça-feira, maio 17, 2022
spot_img
InícioCidadesSanta IsabelSanta Casa apresenta balanço de 2021

Santa Casa apresenta balanço de 2021

Pandemia de Covid-19 fez um ano atípico na administração do Hospital e da UPA

Em assembleia realizada no sábado (30/04) a administração do Hospital Gabriel Cianflone e da UPA apresentou o balanço financeiro e de atendimentos realizados em 2021. Sob a presidência do adv. Luís Carlos Correa Leite, os membros da Irmandade presentes aprovaram o demonstrativo que registra a receita de R$16.267.362,50 e a despesa de R$16.209.358,93 com 26.011 atendimentos entre consultas e internações.

A apresentação do relatório de atendimentos e financeiro foi feita pelo gerente do Hospital, Alexandre Maia Ribeiro e, a situação jurídica pelo advogado João Leopoldo Correa Leite. Segundo João Leopoldo, em 2021 foram quitados seis dos dez acordos em andamento no Jurídico, o que resultou numa despesa de R$343.234,72. Outros quatro processos seguem em processo de quitação sendo que os últimos deles deve se encerrar somente em 2040.

Alexandre apresentou os dados chamando a atenção para o fato de 2021 ter sido um ano atípico em decorrência da pandemia que além de injetar mais recursos no hospital, representou também maiores despesas. No decorrer do ano a Santa Casa recebeu 247 vítimas da covid doença, promoveu 158 altas, 73 transferências para unidades com maior suporte e lamentou 14 óbitos, a maioria deles no mês de março quando a pandemia atingiu o seu ápice.

O Gerente também apresentou o relatório das fontes de recursos. O Hospital recebeu 7.970.809,80 do SUS (Sistema Único de Saúde); R$4.983.925,08 por convênio com a Prefeitura Municipal e R$2.141.410,70 de receita do atendimento a particulares. Obteve também, entre abri e julho e em dezembro, R$1.080.000,00 de outras origens.

UPA

A Irmandade acatou também a prestação de contas da UPA (Unidade de Pronto Atendimento) que vem sendo administrada pela própria Santa Casa através de convênio celebrado com a Prefeitura. Em 2021 a UPA teve como receita R$12.233.355,58 e, como despesa R$ 12.066.054,33. Os recursos também tiveram origem no repasse do Governo Federal, inclusive com verbas específicas para atendimento à pandemia; e por convênio com a Prefeitura Municipal, responsável pela maior parte dos recursos.

Ao longo de todo o ano a UPA atendeu 55.824 pacientes, sendo 11.223 atendidos na urgência e emergência, 302 de acidentes, 285 vítimas de agressões e 30.734 para exames laboratoriais, além de 11 casos de suicídio e 63 de violência à mulher.
O relatório incluiu ainda os municípios de origem dos atendimentos, tanto da Santa Casa quanto da UPA. 368 paulistanos foram atendidos no período, 364 pessoas de Arujá; 222 de Mogi das Cruzes; 209 de Guarulhos, 119 de Itaquaquecetuba. Municípios como Guararema, Igaratá, Jacareí, São José dos Campos, Suzano, Poá e São Bernardo do Campo também receberam o atendimento nas duas unidades.

O Dr. Luís Carlos Correa Leite aproveitou o evento para demonstrar a gratidão ao prefeito Carlos Chinchilla que, segundo ele, conhece profundamente o funcionamento do Hospital e da UPA e tem sido solidário no enfrentamento das dificuldades da administração. Estendeu o agradecimento, em nome da Irmandade, à secretária de saúde, Helena e ao secretário de governo, Felipe Nabil.

Entre os pontos críticos, Dr. Luís apontou a maternidade e a pediatria como setores que operam com prejuízo devido ao fato de exigirem plantões e atenção permanentes, mesmo sem ter necessariamente atendimentos. Ele ponderou também que são essas duas unidades as maiores geradoras de processos judiciais. Assegurou, entretanto que, em parceria com a Prefeitura já se vislumbra uma solução para esses e outros problemas da Santa Casa.

Estiveram presentes 13 dos 24 membros da Irmandade que, por unanimidade aprovaram o balanço referente a 2021.

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Most Popular

Recent Comments