Saiba como limpar a caixa-d’água e evitar criadouros do mosquito da dengue

O próprio morador pode fazer o serviço, mas deve estar atento à segurança; para caixas de grande porte, a recomendação é contratar empresa especializada

O casal Valter e Irene fazem eles mesmos a limpeza do reservatório - ALDO V. SILVA
Quando chega ao imóvel, a água fornecida pela Sabesp é potável, livre de micro-organismos nocivos à saúde. Para manter a qualidade, é essencial que a caixa-d’água esteja limpa e bem cuidada, afastando também criadouros do mosquito da dengue, que colocam em risco a saúde de todos. Assim, cada um deve fazer a sua parte. A caixa, por exemplo, deve ser lavada a cada seis meses.
Foi notícia no Ouvidor
A fim de orientar sobre a limpeza das caixas d’àgua, a Sabesp separou dicas importantes que podem deixar os reservatórios limpos e livres do mosquito da dengue. Fazer a limpeza não é tão complicado. O próprio morador pode fazer isso, mas ele deve tomar cuidado com a segurança, pois em muitos casos as caixas-d’água estão em local de difícil acesso ou com risco de queda. Para as caixas de grande porte, como as de condomínios, a Sabesp recomenda que busque serviço profissional.
A limpeza não pode ser feita com escovas de aço, palha de aço, vassoura e assemelhados. Deve-se utilizar somente água sanitária na proporção recomendada e nunca usar detergentes, removedor, sabão ou outros produtos químicos.
Outro ponto muito importante é manter a caixa bem tampada, para que não entrem insetos, sujeira ou mesmo animais pequenos. Isso evita a transmissão de doenças e a necessidade de limpeza extra.
ROTEIRO DE LIMPEZA:
  • Feche o registro ou prenda a boia;
  • Limpe primeiro a tampa e remova-a;
  • Mantendo um palmo de água no fundo e com saída tampada (para evitar que a sujeira escoe pelo ralo), lave o interior da caixa com um pano úmido. Caso ela seja de fibrocimento, substitua o pano por uma escova de fibra vegetal ou de cerdas de plástico. Não use escova de aço, vassoura, sabão, detergente ou outros produtos químicos.
  • Retire a água da limpeza e a sujeira utilizando pá de plástico, balde e panos. Seque o fundo com um pano limpo;
  • Quando a caixa estiver seca e com a saída ainda fechada, deixe entrar um palmo de água e adicione 2 litros de água sanitária (esta proporção é para uma caixa-d’água de 1.000 litros);
  • Deixe essa solução desinfetante repousar por duas horas. Com a ajuda de balde ou caneca de plástico, utilize-a para molhar as paredes internas da caixa e da tampa, incluindo as bordas. Faça isso a cada meia hora até completar duas horas;
  • Após duas horas, abra a saída e esvazie a caixa. Abra todas as torneiras e acione as descargas para desinfetar todas as tubulações da casa.
  • Depois de abrir o registro (ou soltar a boia), use a primeira água para lavar banheiro ou pisos.
O passo a passo mais detalhado para realizar a limpeza da caixa-d’água está disponível no site da Sabesp. É imprescindível cuidar das instalações hidráulicas e limpar a caixa-d’água periodicamente. E, se o cliente morar em um condomínio, vale consultar o síndico para saber como anda a limpeza da caixa-d’água do prédio e se o procedimento tem sido realizado dentro do período aconselhado.
Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments