Retrato que não queremos

por Roberto Drumond

turismo
Roberto Drumond - Editor chefe do Jornal Ouvidor.

Guarde esse nome: Douglas Garcia. É o deputado estadual que na madrugada da última quarta-feira pretendeu ter 15 minutos de fama ecoando a mesma frase dita por Bolsonaro algumas semanas antes, para a mesma pessoa: a jornalista Vera Magalhães. O deputado não teve sequer a criatividade de proferir palavras diferentes, repetiu como os papagaios repetem as palavras de seus tutores.

Veja Mais 

Se você se encontrar com esse deputado, o melhor é trocar de calçada. Ele envergonha a classe política do Brasil porque não sabe respeitar as pessoas, porque não sabe o que é o direito de perguntar e de responder, porque não respeita a democracia que é o direito igual de todas as pessoas independente de raça, cor, sexo ou opção sexual.

No debate promovido pela TV Cultura, onde a jornalista trabalha e atuou como entrevistadora entre os candidatos, Douglas que entrou com convite fornecido pelo Partido a que pertence, agrediu a colunista política demonstrando a sua total falta de decoro, o que lhe pode render (assim esperamos) a perda de seu mandato em decorrência da quebra de decoro parlamentar.

Nem mesmo o Candidato preferido do Deputado, Tarcísio de Freitas, concordou com o comportamento do companheiro. Ao contrário, solidarizou-se com a jornalista, pediu desculpas e lamentou o ocorrido. Admitiu a sua vergonha diante dos fatos.
Segundo a ABRAJI (Associação Brasileira de Jornalismo Investigativo), nos primeiros sete meses de 2022 foram registrados 55 ataques com viés de gênero contra jornalistas. Quase a metade dos casos se refere a ataques à reputação e à moral, usando a aparência, a sexualidade ou traços sexistas de personalidade para ofender as mulheres e, pasme: 43 % dos ataques reportados pelas Abraji são a profissionais que cobrem temas políticos.

É o retrato de um Brasil que não queremos. Desde que conquistaram o direito de voto e, muito antes de uma forma dissimulada, as mulheres vêm protagonizando grandes momentos de nossa história. Registre-se aqui o papel Maria Leopoldina, esposa de D. Pedro I que, em carta, recomendou a proclamação da independência cujos 200 anos comemoramos nesse setembro.

Vera Magalhães, jornalista conhecida e reconhecida, exercendo a sua profissão diante de um publico de milhões de pessoas foi desrespeitada, primeiro pelo presidente Jair Bolsonaro e, nessa semana por um deputado do estado mais rico e importante do país. Triste realidade saber que temos no nosso legislativo pessoas como Douglas Garcia.
Só posso esperar que ele jamais volte a se candidatar. Não podemos sequer admitir que existam pessoas tão obtusas representando nossa terra.

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments