Qual o segredo da longevidade?

Atividade física é importante para a longevidade
Mantenha o corpo em constante movimento

Longevidade: como ter uma vida mais equilibrada? Pesquisas apontam que, a partir de 2030, haverá mais idosos do que crianças vivendo no Brasil.

Mas, o que contribui para que as pessoas vivam mais? A longevidade dos brasileiros aumentou, ou seja, as pessoas estão vivendo mais!

No Brasil, a expectativa de vida subiu para 76,8 anos, segundo pesquisa do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) de 2020, um crescimento de 3,3 anos no período de 10 anos.

“Apesar de não existir uma receita ou fórmula mágica para a longevidade, a ciência tem mostrado que a adoção de determinados hábitos ao longo da vida contribui para frear, em partes, o processo de envelhecimento, aumentar os anos vividos e, de quebra, melhorar a saúde para poder aproveitá-los, como uma alimentação saudável e atividades físicas”, comenta a fisioterapeuta Raquel Silvério.

Mas, o que contribui para que as pessoas vivam mais? Qual o segredo da longevidade?

“Ter uma vida equilibrada, é a saída ideal para se ter uma vida bem longa e saudável, e claro que além do corpo, a saúde emocional também é uma parte muito importante. Afinal, não adianta nada ter um corpo saudável, e uma mente que não acompanha esse processo, por isso o equilíbrio entre corpo e mente é tão importante”, comenta a espiritualista Kélida Marques.

Abaixo, a fisioterapeuta Raquel Silvério e a espiritualista Kélida Marques, trazem algumas dicas para se ter uma vida equilibrada. Confira:

  • Estar em constante movimento: “O sedentarismo, ou seja, a falta de atividades físicas, está associado a várias doenças. A recomendação para alcançar a longevidade, portanto, é manter o corpo em constante movimento. A importância do exercício para manter a saúde e, por consequência, retardar o processo de envelhecimento. É importante ressaltar que essa prática de atividade física deve ser contínua e, se possível, desde a infância, para garantir seus benefícios ao máximo, e claro sempre com o auxílio de um “, comenta a fisioterapeuta.
  • Estresse: “É praticamente impossível não passar por situações de estresse no dia a dia, ainda mais para quem vive nas grandes cidades e têm uma rotina atribulada, cheia de compromissos e responsabilidades. Mas se isso se dá apenas de vez em quando ou você usa estratégias para administrar a tensão, não há tanto motivo para preocupação. O problema surge quando viver estressado é algo frequente, por isso recomendo a prática da meditação. ”, comenta a
  • Alimentação: “Ter um corpo bem nutrido é considerado um fator essencial para uma boa saúde. A alimentação influencia fortemente o nosso organismo, tanto pelo déficit, quanto pelos excessos. A alimentação balanceada que aumenta a longevidade é aquela que fornece os nutrientes necessários para a manutenção, reparo e crescimento dos tecidos do corpo, sem que haja consumo alimentar em excesso. ”, comenta a fisioterapeuta Raquel Silvério.
  • Ser otimista: “As questões psicossociais que promovem o envelhecimento saudável ainda não são totalmente conhecidas, mas segundo estudos, existe relação entre otimismo e longevidade excepcional (viver mais de 85 anos). O que se acredita que é esse atributo psicológico, caracterizado como a expectativa geral de que coisas boas aconteçam ou a crença de que o futuro será favorável, está relacionado a controlar melhor as emoções e comportamentos, a se recuperar de maneira mais eficaz de situações estressoras e dificuldades e a ter hábitos mais saudáveis. ”, conclui a espiritualista Kélida

Raquel Silvério é fisioterapeutae Diretora Clínica do Instituto Trata, Unidade de Guarulhos. www.institutotrata.com.br

Kélida Marques é formada em psicologia, é espiritualista e atua unindo corpo, mente e espírito sempre com um pouco de magia. www.youtube.com/ciganakelida

 

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments