Início Cidades

Prefeituras continuarão com acolhimento no inverno

Após o outono mais frio dos últimos anos, cidades esperam “friaca” mais intensa com a chegada do inverno

INVERNO
Em Santa Isabel, prefeitura realiza abordagem e Casa de Passagem oferece acolhimento. Foto: Assessoria de Imprensa.

Apesar do frio intenso que chegou a atingir a marca de 3 graus em madrugadas passadas, com sensações térmicas abaixo do zero, o inverno já começou na última terça-feira, 21/06 e deve se estender até setembro. A “friaca” promete ser tão intensa quanto nas noites de outono, por isso às Prefeituras garantem que vão manter os programas de acolhimento e proteção as pessoas em situação de rua.

Desde que o frio bateu em Arujá, a secretaria de Assistência Social e o Fundo Social de Solidariedade abriram as portas do Ginásio Habib Tannuri para o acolhimento emergencial dos moradores em situação de rua na cidade.

A prefeitura tem acolhido em média 18 pessoas por noite. De acordo com Assistência Social, o abrigo temporário continuará funcionando no ginásio, até a implementação do Projeto Acolher, no qual, a Prefeitura montará, em local a definir, um abrigo estruturado para acolhimento da população de rua durante os períodos mais frios do ano.

A Prefeitura reforça a importância dos moradores acionarem a Guarda Civil Municipal e a equipe de abordagem da Assistência Social por meio do Disque 153, sempre que houver informações de pessoas em situação de rua que necessitarem de acolhimento: “Mais do que oferecer comida e coberta, informe a nossa equipe, para que possamos ir até essas pessoas e ofertar a elas o auxílio e acolhimento necessário. Assim, você com certeza estará ajudando melhor”, reforça.

Ações contra o frio em Santa Isabel

“Todas as noites Santa Isabel promove abordagem de pessoas em situação de rua”, destaca o secretário de Promoção Social, Daniel Lucena. Com 16 vagas disponíveis para acolhimento o abrigo isabelense, mais conhecido como Casa de Passagem, oferece além de pernoite com cama e banho quentes, quatro refeições do café da manhã ao jantar.

“Infelizmente, muitos se recusam a ir para o abrigo e nós não podemos obrigá-los. De todo modo, reforçamos a abordagem repetindo-a constantemente. Na última segunda-feira, registramos uma redução no número de pessoas na rua, encontramos quatro”, diz o Secretário.

Em noites mais frias, a Promoção Social organiza uma força tarefa e une forças com a equipe da Defesa Civil, da Saúde, e da Associação Afro, organização social contratada que há anos é responsável pela gestão do abrigo.

O psicólogo da Casa de Passagem, Renan Fernandes, é o responsável pela triagem dos acolhidos e, pelo telefone (11) 4680-2418, em caso de dúvidas, entre em contato.

Se inscrever
Notificar de
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
wpDiscuz
Sair da versão mobile