quarta-feira, junho 29, 2022
spot_img
InícioCidadesSanta IsabelPrefeitura assumiu a responsabilidade por cães

Prefeitura assumiu a responsabilidade por cães

A Prefeitura de Santa Isabel está atuando nos cuidados dos mais de 80 cães do morador Vitor Soares, que morreu no fim de semana

Por Bruno Martins

“De próprio punho a moradora assinou um termo dando a Prefeitura a permissão para que possamos entrar na área, cuidar dos animais e encaminhá-los para doação. Ela assinou o papel e foi embora sem olhar para trás. Parecia que ela se libertou de algo que a aprisionou por anos”, o relato é de um dos agentes da Prefeitura de Santa Isabel que está atuando nos cuidados dos 86 cães do Bairro Chácaras Reunidas Canadá que ficaram sozinhos após a morte do seu tutor.

A prefeitura assumiu a responsabilidade pelos cães após a morte do morador Vitor Soares, ocorrida no último sábado, 14/05. Sozinho e durante anos, ele levava para dentro de sua chácara os cães que encontrava abandonado pelas ruas de Santa Isabel.

Vitor já foi alvo de inúmeras reclamações de vizinhos por conta do barulho que seus animais emitem dia e noite, mas ainda assim ele seguia recolhendo animais pelas ruas e contava com a ajuda de doações para alimentá-los.


Você também pode gostar


Assim que os agentes da zoonose e da secretaria de Meio Ambiente e Bem-Estar Animal, chegaram ao local, encontraram uma matilha incontrolável. De acordo com os profissionais, a situação do espaço era completamente desumana. Poucos alimentos, muitos ratos e fezes espalhadas pela casa e quintal. Só sobraram os cachorros e a esposa do Sêu Vitor.

“Os cachorros são bem ariscos e qualquer barulho deixam eles alterados e nervosos. Exigir que ela assumisse a responsabilidade pelos animais seria colocar a vida dela em risco, pois a qualquer momento os animais poderiam partir para cima dela e até matá-la. Ela chegou a colocar um colchonete em cima da pia na cozinha, para conseguir dormir sem o risco de ser atacada a noite pelos cães”, relatam.

Na tarde desta quinta-feira, 19, um vídeo circulou nas redes sociais mostrando uma briga entre os cachorros. No ataque quatro cães morreram: “No vídeo as pessoas que filmavam falam que os animais se mataram, pois, estavam com fome, o que não é verdade, pois desde sábado eles estão sendo alimentados diariamente. Infelizmente a briga numa matilha é muito comum, as vezes pelo barulho ou até mesmo pelo fato de haver uma cadela que esteja no cio no meio deles, o ataque irá sempre existir, pois faz parte do instinto dos cães”, explica o agente.

Prefeitura atua no espaço onde matilha de cães vivem no Bairro Chácaras Reunidas Canadá. Imagem Assessoria de Imprensa.

A Prefeitura está construindo pequenos espaços com divisórias na área, a fim de separar os cães: “Pretendemos dividi-los em pequenos grupos, pois do jeito que está é impossível ter um controle de todos. Conseguimos separar quatro cadelas que estavam no cio e colocá-las em um espaço isolado e os animais que estavam doentes com tumor e machucados recolhemos para receberem os cuidados médicos no canil municipal”, diz

Após a circulação do vídeo da briga entre os cachorros, o Prefeito Dr. Carlos Chinchilla publicou uma nota em sua página na rede social. De acordo com ele, as equipes continuarão no local realizando as ações de limpeza e higienização, além de alimentação, cuidados veterinários, vacinação, castração, microchipagem e encaminhamento dos animais para doação.

“Estamos contando com o apoio também de cuidadores e protetores de animais que estão sensibilizados com a causa. Nossas equipes também temem pela sua segurança, pois os animais são bem bravos e difícil controle, mas continuaremos nesta missão até que todos os cães sejam doados”, explicou.

Os cães estão recebendo cerca de 30 kg de ração por dia, e todos os alimentos são fruto de doação da própria comunidade. A Prefeitura solicita a colaboração de todos para que auxiliem na divulgação dos animais para que eles sejam adotados e encontrem um novo lar.

“Já tivemos algumas doações, mas ainda são poucas. O trabalho de ressocialização destes cães ainda é árduo, mas seguiremos aqui. Para quem se interessar por algum cão e caso este não tenha ainda sido castrado, nos comprometemos em castrá-lo o que precisamos urgentemente é dar um destino melhor para eles”, finaliza.

Bruno Martins
Bruno Martinshttps://jornalouvidor.com.br
Jornalista, curioso e sempre correndo atrás de boas histórias. Atuo no Ouvidor desde 2013, divido a redação com a paixão pelo rádio. Adoro pautas sociais e foi através de uma delas que certa vez fomos finalistas em um prêmio nacional de jornalismo no Rio de Janeiro em 2016. Sou o pai da Catarina, Ezequiel e do Joaquim, os três, frutos de um amor que vivo desde setembro de 2010.
RELATED ARTICLES
Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Most Popular

Recent Comments

Érica Alcântara on Homero vira lenda
Érica Alcântara on Homero vira lenda
Érica Alcântara on Homero vira lenda
Ana Maria Monteiro da Silva on Homero vira lenda
Agenor Vallone on Homero vira lenda
Ana Paula Carrara on Homero vira lenda
José Francisco "Chiquinho" on Mais segurança em Arujá