Parcerias podem zerar filas em Arujá

Arujá anunciou abertura de convênio entre a Prefeitura e a iniciativa privada e Instituições sem fins lucrativos, afim de zerar demandas reprimidas da Saúde e abrir vagas na Educação

Prefeito Camargo
Camargo fez o anúncio nesta semana em coletiva a imprensa ocorrida no último dia 01/06.

Em celebração aos 170 anos de Arujá, a ser comemorado no próximo dia 08/06, o Prefeito Dr. Camargo anunciou nesta semana iniciativas que devem zerar a demanda reprimida da Saúde e da Educação.

Em coletiva a imprensa, ocorrida na quarta-feira, 01/06, o prefeito Dr. Luís Camargo divulgou um pacote de medidas que, certamente, serão um marco histórico de mudanças e de desenvolvimento.

800 vagas integrais nas creches

De acordo com Dr. Camargo, a secretaria de Educação abrirá mais de 800 vagas, em período integral, para atender a demanda reprimida das creches municipais, tudo isso já no próximo semestre.

Será a primeira vez, em mais de uma década, que a prefeitura de Arujá conseguirá zerar a fila de espera que só em janeiro listava mais de 600 crianças. De acordo com a secretária de Educação de Arujá Elaine Gentil de janeiro para cá, a demanda do município aumentou ainda mais, após o retorno das aulas presenciais e hoje já passa de mais de 800 crianças que necessitam de creche em período integral.

Em audiência na Câmara ocorrida no último dia 25/02, Elaine Gentil falou sobre a demanda reprimida da Pasta

“Mapeamos a nossa demanda para ver onde se concentram a maioria delas. Barreto, Pirituba e Centro Residencial respondem pela maior parcela da fila de crianças que precisam de atendimento em período integral”, disse. A partir do mapeamento, na próxima semana, a Prefeitura realizará o chamamento público por meio do Diário Oficial do município para que instituições sem fins Lucrativos possam se credenciar e absorver essa demanda.

Até o fim deste ano, Arujá deve inaugurar uma nova creche no Pq. Rodrigo Barreto, que atenderá 120 crianças do bairro. A gestão ainda espera entregar até o fim do mandato um total

Novos convênios poderão zerar demandas da Saúde

Em audiência Pública na Câmara Municipal a secretaria de Saúde apresentou o balanço do primeiro quadrimestre.

Ainda no dia 25/05, em audiência pública realizada na Câmara Municipal, a Secretaria de Saúde de Arujá anunciou que desde abril está colocando em execução um novo projeto que pode zerar a demanda reprimida de cirurgias eletivas do município.

Assim como na Educação, a secretaria de Saúde buscará atrair clínicas particulares para que elas possam ofertar as cirurgias que o município precisa: “Criamos uma tabela de preços municipal que será utilizada como referência para o pagamento destes procedimentos cirúrgicos que vão ser realizados pelas clínicas que se credenciarem junto à Prefeitura. O pagamento destas cirurgias sairá do orçamento da Saúde”, disse o secretário adjunto da Saúde, Danilo da Silva Santos.

O Secretário pontuou ainda que a maior demanda reprimida do município de cirurgias está relacionada a ortopedia. Os valores pagos pelas cirurgias serão baseados na Classificação Brasil e Hierarquização de Procedimentos Médicos (CBHPM): “Estes valores são maiores que os definidos pelo Sistema Único de Saúde (SUS) e mais próximos dos praticados por convênios e hospitais particulares”, disse.

Os valores a serem praticados foram aprovados em reunião do Conselho Municipal de Saúde. A prefeitura ainda deve abrir o processo de credenciamento, mas a data não foi definida.

Se inscrever
Notificar de
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
wpDiscuz
Sair da versão mobile