quarta-feira, junho 29, 2022
spot_img
InícioCidadesSanta IsabelPara especialistas, prisão de PMs foi necessária

Para especialistas, prisão de PMs foi necessária

Novas imagens mostram que Matheus foi baleado pelas costas sem ter esboçado qualquer reação que justificasse a legítima defesa alegada anteriormente pelo policial

Novas imagens mostram que policial baleou Matheus pelas costas sem ter esboçado qualquer reação que justificasse a legítima defesa alegada anteriormente pelo policial

Por Bruno Martins

A Polícia Civil de Santa Isabel prendeu na quinta-feira, 28/04, os policiais militares envolvidos na abordagem que resultou na morte de Matheus Nunes de Siqueira, 22. Para especialistas em segurança pública, o policial cometeu claramente um homicídio e não deve ser solto até que as investigações sejam concluídas.

Matheus levou um tiro na nuca quando corria da abordagem de dois policiais à paisana que estavam de folga e sem farda. O assassinato ocorreu na Av. República, centro de Santa Isabel, na madrugada do último dia 20/04.

No primeiro momento o PM Tiago Cavalcante de Melo, autor do disparo, afirmou em seu depoimento que só atirou, pois Matheus ao olhar para trás teria feito um movimento indicando estar armado. No entanto, em uma nova imagem é possível ver que Matheus corria em linha reta, com os braços abertos e olhando somente para frente.

Na quarta-feira, 27, o advogado criminalista e Ouvidor da Polícia Militar e Civil do estado de São Paulo, Dr. Elizeu Soares Lopes e o advogado e Presidente do Grupo Tortura Nunca Mais de São Paulo Dr. Ariel de Castro Alves, em entrevista exclusiva ao Jornal Ouvidor, comentaram sobre a ação.

Os dois foram taxativos em defender a prisão dos policiais, pois para eles trata-se de uma execução e não legítima defesa: “Qual é o perigo que uma pessoa representa a outra correndo de costas para ela? A abordagem suspeita precisa encontrar materialidade na ação, o que claramente não havia ali”, disse Dr. Eliseu, e complementou: “Assim que soubemos deste caso, por meio do Jornal Ouvidor, solicitamos a Corregedoria da Polícia Militar que afastassem estes policiais da rua”.

Veja Também

Película antivandalismo aumenta segurança no trânsito

Já na quinta-feira, quando cumprido os mandados de prisão, Dr. Ariel analisou as imagens divulgadas pelo Ouvidor e para ele, a prisão temporária foi a decisão mais adequada: “O vídeo demonstra claramente que o policial cometeu um homicídio qualificado, por motivo fútil e por isso, precisa ser responsabilizado. A Polícia Militar precisa tirar de seus quadros os maus policiais”, defendeu.

No local do tiro, havia ainda três pessoas que estavam conversando sentadas na calçada. Na imagem é possível ver que elas se levantam e saem com medo, na sequência o policial Tiago se aproxima do jovem caído e em seguida um veículo branco estaciona em frente. Nele estava o policial Paulo dos Santos Silva, colega de Tiago que também participava da abordagem. Os dois estão presos.

Responsável pelas investigações, Dr. Herb Vitor Rodrigues Júnior disse que a Polícia Civil cumpriu os mandados de busca, apreensão e prisão temporária dos policiais militares investigados pelo homicídio. Os mandados foram cumpridos na cidade de São Paulo e Caçapava.

RELATED ARTICLES
Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments

Most Popular

Recent Comments

Érica Alcântara on Homero vira lenda
Érica Alcântara on Homero vira lenda
Érica Alcântara on Homero vira lenda
Ana Maria Monteiro da Silva on Homero vira lenda
Agenor Vallone on Homero vira lenda
Ana Paula Carrara on Homero vira lenda
José Francisco "Chiquinho" on Mais segurança em Arujá