O falastrão

por LUIS CARLOS CORRÊA LEITE

Santa Isabel
Advogado e colunista do Jornal Ouvidor, Dr. Luís Carlos Correa Leite.

O falastrão – Quem está acompanhando os movimentos políticos do presidente Lula certamente tem notado que ele voltou mais falante do que nos últimos mandatos. Já estamos chegando no final do primeiro mês de governo e esqueceram de avisar o presidente que a campanha terminou, e que agora é hora de governar.

Primeiro, tem essa história da implicância e perseguição contra o ex-presidente Jair Bolsonaro. Jair, como diz a música, já foi. Eventuais problemas no seu governo serão da alçada da Justiça e dos Tribunais de Contas.

Cabe ao presidente Lula, isso sim, cumprir o prometido à população: melhorar ainda mais a economia – que já vinha se recuperando desde o governo passado – com a criação de mais empregos. Apresentar um projeto de governo – o que ainda não foi feito – indicando as providências para agilizar e baratear os custos do escoamento da produção agrícola, que tem permitido a estabilidade econômica da nação, promover a modernização administrativa, e outras medidas. É preciso parar com essa história de “atos antidemocráticos”.

O presidente deveria utilizar o precioso tempo para ir preparando a população para o fato de que o valor do salário mínimo não será aumentado, não haverá aumento da isenção do imposto de renda da pessoa física, por falta de espaço orçamentário para tanto. Talvez no futuro. E mais, que o preço dos combustíveis continuará flutuando dentro do quadro internacional.

Além disso, fica muito feio o presidente assumir o papel de fofoqueiro internacional. Na última reunião dos países sul americanos Lula afirmou que a queda da ex-presidente Dilma decorreu de um golpe. Isso é uma mentira. O impeachment da presidenta foi resultado de um processo político e jurídico legal, votado pelas Casas do Congresso Nacional, e presidido por um juiz do Supremo Tribunal Federal, o Ministro Lewandowski, o mais ligado a Lula no Supremo. Essa afirmação mentirosa já rendeu uma denúncia contra |Lula junto ao STF.

Na presença do presidente da Argentina, em cujo governo (?) a inflação beira cem por cento ao ano, pediu desculpas por atos do presidente Bolsonaro. Seria melhor que Lula pedisse desculpas ao povo brasileiro pelos comprovados e absurdos atos de corrupção dos governos petistas que foram trazidos pela operação Lava a Jato.

Aliás, o tema corrupção sumiu dos discursos petistas. Ao contrário, sabe-se que o governo prepara um pacote de leis para permitir a volta dos apaniguados políticos aos cargos das estatais. Isso sem falar no escandaloso loteamento dos ministérios em favor de aliados eleitorais. Vai dar problemas, disso ninguém duvide.

Ainda há tempo para uma verdadeira reconciliação nacional.

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments