Novas denominações homenageiam espaços públicos em Arujá

Espaços públicos nos bairros Arujamérica, Copaco e Mirante passam a ter novos nomes que entram para galeria dos homenageados de Arujá

Homenageados de Arujá
Área de Convívio Social no Copaco leva o nome de "Luzinete Maria da Silva Santos"
Arujá passa a contar com mais dois Espaços de Convivência e uma quadra poliesportiva nominados pela Prefeitura em homenagem a figuras que foram importantes para a história da cidade. Localizadas nos bairros Arujamérica, Copaco e Mirante, os espaços agora entram para a galeria dos homenageados de Arujá.
As áreas localizadas nas ruas João Domingos Ribeiro, Arujamérica, e Serra do Guaraú, no Mirante, bem como na avenida Antimônio, no Copaco. As placas simbólicas foram entregues pelo prefeito Luis Camargo, e o vereador Divinei, autor do projeto, e recebidas por familiares.

Com a promulgação, por parte da Prefeitura de Arujá, dos projetos de leis do vereador Divinei da Silva, a localidade do Arujamérica passa a se chamar “Silvio Fernandes de Matos”. Silvio do Mato, como era conhecido, nasceu na década de 30 e se mudou para Arujá em 1951, sendo bem atuante nas comitivas de gado. Silvio nos deixou em 1998 e, a partir deste sábado, será lembrado na história de Arujá.

Quadra poliesportiva do Mirante passa a se chamar “Milton Pires Xavier”

Já no Mirante, a quadra poliesportiva passa a se chamar “Milton Pires Xavier”. Milton nasceu em 1954, num vilarejo na Bahia, e se mudou em 1985 para Arujá, onde atuou nas construções da Escola Mariano Barbosa de Souza, no Jardim Pinheiro, e também da Igreja Nossa Senhora da Paz. Milton faleceu em 2022 e, agora, recebe esta homenagem na região em que morava.

“Luzinete Maria da Silva Santos” entra para a lista de homenageados de Arujá, a antiga moradora passa a dar nome a área de convivência do Bairro Copaco. Tia Lu, como era carinhosamente chamada, nasceu em 1958, no estado do Pernambuco, e se mudou para Arujá em 1982 onde trabalhou como merendeira nas escolas São Bento e Isabela Pavani Castilho Cruz. Luzinete faleceu em 2021 e, de agora em diante, tem seu nome perpetuado na história arujaense.

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments