Lar de Idosos de Igaratá vai fechar

46 anos após sua inauguração, o imóvel do Asilo pode voltar para a Prefeitura. O local ainda é o endereço fixo de 12 idosos

Cidades Em 20/08/2021 20:12:54

O Conselho Metropolitano da Sociedade São Vicente de Paulo, regional de São José dos Campos, decidiu fechar o asilo de idosos de Igaratá. A decisão foi comunicada na tarde de ontem, sexta-feira 20/08/21, à Prefeitura Municipal depois de uma reunião onde representantes da entidade admitiram a inviabilidade da manutenção do asilo, atualmente endereço de 12 idosos.

Desde o início de agosto familiares dos internos foram avisados para procurar outra entidade que proporcionasse assistência ao familiar ou os recebessem em suas próprias casas, mas sem que tivessem admitido a decisão de fechar.

Desde 1975 quando foi criado, o Asilo São Vicente de Paulo de Igaratá é mantido pela comunidade e pela administração municipal, entretanto a gestão é feita pela Sociedade Vicentina de Jacareí que pode dispor dos recursos e doações feitas à unidade de Igaratá.

Nos últimos anos o Asilo recebeu subvenção do estado, frequentemente atrasada em decorrência da falta de documentação adequada e da Prefeitura, essa da ordem de R$2.000,00 mensais, além dos serviços de atenção à saúde com enfermeiras, assistentes sociais e medicamentos. Médico assistente, material de limpeza sempre foram fornecidos pela Sociedade. Coube também à Prefeitura a manutenção do prédio.

De acordo com a legislação, o asilo pode cobrar 70% do valor da aposentadoria dos idosos, devolvendo 30% para o próprio interno ou seus familiares. A reportagem tentou entrar em contato com a administração do Asilo, contudo, até o fechamento dessa notícia não responderam aos nossos chamados.

Extra oficialmente se sabe que o dinheiro arrecadado no Asilo de Igaratá é insuficiente para a sua manutenção, mas todos os anos a comunidade católica organiza eventos destinados à obtenção de fundos que, na opinião de muitos moradores, sempre foi disponibilizado pela administração regional, pouco deixando para Igaratá. No ano passado o então candidato a vereador Gabriel Prianti conseguiu uma verba de 50 mil reais para o Asilo. O dinheiro chegou, e foi usado para custeio, não sendo do conhecimento público a sua aplicação.

Segundo a Prefeitura a intenção da Sociedade Vicentina é vender o imóvel que foi doado pela administração municipal ainda no início da implantação da nova Igaratá. É uma das melhores localizações dentro do núcleo urbano, um dos locais mais valorizados da cidade. Mas, por determinação do prefeito Elzo de Souza, a assessoria jurídica do município já estuda uma forma de manter o patrimônio para a administração municipal.