H3N2 avança na região

A região já registra casos leves da nova gripe, que chegou no início de dezembro e trouxe surtos da doença para muitas cidades, superlotando unidades de saúde em todo o estado

Saúde Em 26/12/2021 10:25:29

Por Bruno Martins

As prefeituras de Arujá e Santa Isabel registram um aumento significativo e fora do comum para essa época do ano em suas unidades de saúde, de pacientes apresentando sinais e sintomas da nova sindrome gripal H3N2. Só em Arujá, de acordo com a empresa que administra o PA Central, a procura pelo atendimento médico de pessoas com gripe aumentou 300% nas semanas que antecederam o natal.

Segundo a Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz), o H3N2 é um dos subtipos do vírus influenza A. Também conhecida como vírus do tipo A, é um dos principais responsáveis pela gripe e pelos resfriados. Assim como ocorre com o coronavírus, o vírus H3N2 é facilmente transmitido de pessoa para pessoa, através de gotículas expelidas pela tosse, espirro ou fala.

Devido a isso, é importante utilizar máscaras em ambientes fechados e manter os hábitos adquiridos ao longo da pandemia da Covid-19, como lavar as mãos com frequência e manter distanciamento social.

O secretário de Saúde de Arujá, Leonardo Reis, ao lado do Prefeito Luís Camargo, em vídeo divulgado pela prefeitura nesta semana, ressaltou o aumento da procura por atendimento médico no Pronto Atendimento (PA) Central da cidade. Assim como no período de maior atendimento do PA durante a pandemia da Covid-19, uma tenda foi montada na entrada da unidade, a fim de realizar uma triagem mais segura das pessoas que apresentarem os sintomas gripais.

“É importante que as pessoas fiquem atentas a três principais sintomas desta nova gripe, como dor corporal, febre acima de 38ºc e dor de garganta. Nossas unidades dispõem da medicação utilizada para tratar o vírus da gripe tipo A, mas nos casos leves, vale ressaltar sempre os cuidados que devem ser tomados em casa como repouso, ingestão de muito líquido e uma alimentação leve que podem favorecer para a eliminação do vírus”, aconselha.

Já em Santa Isabel o aumento por atendimento, principalmente na Unidade de Pronto Atendimento (UPA) da cidade não foi diferente. Somente na última semana do mês de dezembro, até o último dia (21/12), a UPA atendeu 3.152 pacientes, e registrou 870 casos de síndromes gripais, não necessariamente a H3N2. Abaixo você confere um link para uma entrevista com o diretor Clinico da UPA de Santa Isabel, Dr. Luís Jimenez que explica um pouco sobre a nova gripe H3N2 e os cuidados preventivos. 

Preocupado com o aumento na procura pelas unidades de saúde, que acabam provocando filas e aglomerações, o prefeito de Santa Isabel, Dr. Carlos Chinchilla destacou que a secretaria de Saúde está buscando aumentar o número de colaboradores em suas unidades, para garantir uma boa prestação de serviço à população. “Mesmo com o recesso do fim de ano, nossos postos de saúde funcionarão, e os moradores com sintomas poderão procurar atendimento médico neles também”, garantiu o prefeito.

Médico Dr. Chinchilla faz uma prescrição necessária a todos, principalmente com a chegada das festas de final de ano: “Peço que as pessoas também que tenham consciência, caso apresente sintomas, procure uma unidade de saúde e evite aglomerações, continue com o uso da máscara e higienize sempre bem as mãos, para não proliferar ainda mais o vírus pela cidade e entre os seus familiares e amigos”, aconselha.   

Notícias Relacionadas