Arujá não terá aumento no preço da passagem

Com subsídio de dois milhões de reais, Arujá pode ser a única cidade do Alto Tietê a não conceder o aumento na tarifa do transporte municipal

Cidades Em 12/11/2021 20:34:44

Por Bruno Martins

Arujá sai na frente e decide impedir o aumento da tarifa de ônibus pelos próximos meses. O tema do aumento das passagens de ônibus começou a ser debatido de forma regional no CONDEMAT - Consórcio de Desenvolvimento dos Municípios do Alto Tietê na semana passada, depois que as empresas que atuam na região protocolaram nas prefeituras pedidos de até 100% de aumento nas tarifas.

O secretário executivo do CONDEMAT, Adriano Leite, em nome dos demais prefeitos chegou a destacar que as cidades estavam em busca de uma alternativa equilibrada e justa, que garantisse a continuidade dos serviços com o menor impacto possível aos usuários.

Para os arujaenses, a Prefeitura de Arujá encontrou a alternativa de menor impacto direto ao cidadão. Por meio de um projeto de Lei Complementar, publicado no Diário Oficial do município, concedeu um subsídio no valor de dois milhões de reais à empresa prestadora do serviço, e isso manterá o valor da tarifa em R$4,50. Antes de ser oficialmente publicado, o projeto foi aprovado pela maioria dos vereadores na Câmara. 

O prefeito Dr. Luís Camargo defendeu ser inadmissível permitir que o morador tenha que arcar ainda mais com essa despesa: “Reconhecemos que a pandemia impactou diversos setores do comércio e serviços, entre eles, o transporte público urbano, que por conta de sua essencialidade não parou. Assim sendo, estas onerações imprevisíveis, nos obriga a compensar nossos prestadores de serviços, por meio deste subsídio, a fim de que eles alcancem o equilíbrio econômico financeiro”, disse o Prefeito. 

Ao todo, a Prefeitura vai repassar a empresa Viação Arujá o valor de R$2.001.104,28 levando em consideração o período de maior restrição da pandemia entre março de 2020 e julho de 2021. Os valores serão pagos em seis parcelas de R$333.517,38. O projeto prevê, que as parcelas podem ser prorrogadas por igual período. O subsídio pode ainda ser reduzido ou até mesmo extinto, mediante prévia avaliação tanto do executivo quanto do legislativo.

O contrato entre a Viação Arujá e a Prefeitura está sob responsabilidade da secretaria de Serviços e de acordo com a Pasta, o subsídio concedido já estava previsto em caixa. Em seu discurso na Câmara Municipal nesta semana, o vereador e líder do governo na Casa, Rafael Laranjeira ressaltou que Arujá se destaca e pode ser a única cidade da região a não conceder o aumento na tarifa do transporte municipal para o usuário. 

Prefeitura deve avaliar aumento em Santa Isabel 

Enquanto isso, em Santa Isabel, a Prefeitura informa que a Viação Suzano ainda não solicitou aumento da passagem de ônibus: “Caso o pedido seja feito, vamos avaliar todas as possibilidades”, informou. 

Atualmente, os passageiros de Santa Isabel pagam R$4,20 no valor da passagem municipal.

A reportagem questionou Igaratá sobre um possível aumento no valor da tarifa praticada na cidade, mas até a publicação desta matéria ninguém se manifestou.