Adulterou a placa e quase foi preso

Rapaz adultera a placa da moto, só que a placa "fake" era de uma roubada

Segurança Pública Em 11/09/2021 08:22:56

Na sexta-feira, 10/09, H. A. R. dos S., de 21 anos, foi parar na Delegacia de Santa Isabel, suspeito de roubar uma moto.

Ocorre que, diante das autoridades policiais, o rapaz confessou que adulterou a placa da sua moto apenas para escapar das multas. O problema é que, para seu azar, a adulteração transformou a sua numeração em uma placa de veículo roubado.

Quando passou pela Polícia Militar em patrulhamento na cidade, rapidamente em pesquisa realizada no sistema, os policiais identificaram que havia queixa de roubo para aquele veículo, então realizaram a abordagem do condutor.

O rapaz também confessou que comprou a moto há poucas semanas e nem tinha transferido para seu nome, tendo o antigo dono sido contatado para comparecer à delegacia.

A jurisprudência do STF (STF 2ª Turma. RHC 116371/DF, rel. Min. Gilmar Mendes, julgado em 13/8/2013) é firme no sentido de que a simples colocação de fita adesiva para adulterar a placa do veículo já tem o condão de configurar o crime previsto no art. 311 do CP.

Após um transtorno considerável e a vergonha inevitável, todos foram liberados. H. A. ainda vai responder por adulteração de sinal identificador de veículo automotor.