No STF, Lula defende regulação das redes sociais no Brasil

Em abertura do Ano Judiciário de 2024, o presidente Lula defendeu, nesta quinta-feira (1º), a regulação das redes sociais no país

regulação
Foto: Valter Campanato - Agência Brasil

Ao participar da abertura do Ano Judiciário de 2024, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva defendeu nesta quinta-feira (1º) a regulação das redes sociais no país, com punição para as empresas proprietárias pelos crimes cometidos nas plataformas sob sua responsabilidade.Foi notícia no Ouvidor

“É preciso criminalizar aqueles que incitam a violência nas redes sociais, mas também é necessário responsabilizar as empresas pelos crimes que são cometidos nas suas plataformas, a exemplo da pedofilia, incentivo a massacres nas escolas e estimular a mutilação de adolescentes e crianças”, defendeu em discurso.

Para o presidente, a regulação deve ser feita de maneira democrática, levando em conta os benefícios proporcionados pela tecnologia, bem como o “retrocesso nas conquistas pelas quais tanto lutamos”.

O presidente do Congresso Nacional, senador Rodrigo Pacheco (PSD-MG), presente à cerimônia, também mencionou o tema, destacando ser uma pauta comum ao Legislativo e no Judiciário.

Na Câmara dos Deputados, tramita projeto de lei, conhecido como PL das Fake News, que trata de regras para o funcionamento das redes sociais no país e o combate à divulgação de notícias falsas. O texto foi retirado da pauta de votação após sofrer críticas de parlamentares.

O seu Ouvidor cada vez mais atual
Acompanhe as redes sociais do Jornal Ouvidor e faça parte da nossa lista de transmissão de conteúdos, mande um WhatsApp para (11) 9 8904-6228, com a mensagem: Quero fazer parte da comunidade do Ouvidor.
De segunda a quinta-feira, às 19h você é convidado a prestigiar o programa De Frente com o Ouvidor. Sempre trazendo os principais assuntos da região. Muita conversa e bate-papo bacana. Confira no Canal do Ouvidor no Youtube.
Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments