No Pé do Ouvido

Pé do Ouvido
Os bastidores da política regional, no Pé do Ouvido.

Confira os destaques do Pé do Ouvido da edição 1.472 do Jornal Ouvidor. Fique por dentro dos bastidores da região.

ARUJÁ

ÉTICA – As comissões de ética das câmaras de Arujá e Santa Isabel não devem abrir sindicância para apurar as acusações apontadas na operação do Ministério Público contra os vereadores citados no processo Gabriel dos Santos e Luizão Arquiteto. Pelo menos a de Santa Isabel garante que precisa ter acesso a integra do processo, no entanto a de Arujá se limitou apenas a uma nota divulgada ainda na terça-feira que não dá muito detalhes sobre os próximos passos do legislativo.

ADIOU – A Câmara de Arujá adiou, para a próxima quarta-feira, 24/04, a diplomação de posse dos vereadores mirins. O evento estava previsto para ocorrer na quarta-feira, 17.

IGARATÁ

RATAZANA – O vereador Albert Ursão protagonizou uma cena inusitada na última sessão de câmara, após apresentar um requerimento de informações sobre detalhes do contrato de mais de R$ 6 milhões ao ano que a Prefeitura de Igaratá mantém com uma Organização Social para a gestão do serviço de saúde e este ser rejeitado pelos vereadores aliados do Prefeito.

RATAZANA 2 – Ursão subiu na tribuna e mostrou a impressão da foto de uma ratazana, daquelas bem criadas, que foi flagrada desfilando livremente pelas dependências da unidade de saúde de Igaratá.

RATAZANA 3 – Além de tornar a ratazana, uma “modelo” famosa, expressou a sua indignação com a falta de cuidados que a atual gestão do Prefeito Elzo tem com a manutenção do prédio público, que coloca em risco tanto os servidores que trabalham no local, como a população que busca atendimento, por ironia, em saúde.

PASSAPANISMO – Mas o pior de tudo é o passapanismo dos vereadores da situação. Aliás o passapanismo dos vereadores aliados do Prefeito Elzo foi muito bem definido nas palavras de um de seus maiores defensores, o vereador Gilliard Jeguinho.

SINCERIDÍDIO – Num ataque de sinceridade Gilliard falou em alto e bom som, em plena tribuna, que ali os vereadores eram todos “pau mandado”. Se ele falou, quem somos nós para contestar!

O ÓBVIO – Para a surpresa de ninguém, a Câmara rejeitou as contas do exercício de 2020, da gestão do ex-prefeito Celso Palau. No ano passado, já haviam rejeitado as contas de 2019. O movimento era mais do que previsível e qualquer político local já sabia que iria acontecer, com o único objetivo de tentar tirar o ex-prefeito da disputa das próximas eleições em outubro.

O ÓBVIO 2 – O ex-prefeito é o nome natural da oposição para a próxima disputa. Em 2020, teve 49% dos votos e num ambiente totalmente polarizado, essa história da rejeição das contas é mais um do que um atestado de que o seu nome continua forte e respeitado. Ao perceberem uma oportunidade de atrapalhar a sua eventual candidatura, os adversários não pensaram duas vezes. É melhor tentar por para fora, do que disputar!

NA JUSTIÇA – O ex-prefeito já adiantou que vai judicializar a questão, requerendo a anulação dos julgamentos das contas de 2019 e 2020 de sua gestão, realizados pela Câmara Municipal. Diz que nem de longe esse assunto está resolvido para ele, mas que agora irá se desenrolar na Justiça.

COMPLICAR – A reprovação das contas pela Câmara Municipal por si só, não torna ninguém inelegível. Aliás, esse tem sido um movimento freqüente nas Câmaras da região nos últimos tempos. Após terminar o mandato, os ex-prefeitos viram alvo de seus sucessores, que movimentam os vereadores para a rejeição de suas contas, que só são analisadas anos depois. Taubaté e Santa Isabel já viram isso.

TUMULTUAR – Só que cria o fato para que numa eventual candidatura dos ex- prefeitos, os adversários apresentem impugnação ao seu registro e tumultuem o ambiente e a campanha. No processo eleitoral impugnações, defesas e recursos na Justiça Eleitoral para se saber se a candidatura é possível ou não, a dúvida lançada beneficia e muito os adversários.

JOGO SUJO – Esse é o objetivo nítido das manobras dos vereadores da situação também em Igaratá. Não precisa nem ser muito esperto para perceber de cara. A manobra em si, pode não ser ilegal, mas convenhamos que manda a ética para longe.

JOGO LIMPO – Artifícios como esse só demonstra que a situação teme o que vem das urnas. Se acreditassem na própria competência certamente deixariam o processo eleitoral correr naturalmente, com os eleitores escolhendo o melhor.

PREVISTO – Esse cenário já foi antecipado e previsto há meses pelo próprio ex-prefeito Celso Palau, em conversas com seus correligionários, inclusive publicado nessa coluna. Tanto que Palau pediu para esperarem somente o julgamento do último ano de suas contas pela Câmara, a qual tinha certeza que seria reprovada.

SURPRESA – Além de garantir que vai recorrer na Justiça e que terá sua candidatura confirmada, Palau promete que, em breve, vai anunciar surpresas e novidades que estão sendo arquitetadas há tempos e que irão modificar todo o cenário político de Igaratá.

SANTA ISABEL

BEM CEDO – O assunto em Santa Isabel não seria outro se não a mega operação que agitou a Câmara Municipal. Os agentes do GAECO e policiais da Rota chegaram antes das 5h da manhã na sede do legislativo, mas só conseguiram entrar mesmo no prédio a partir das 7h quando os primeiros funcionários chegaram para o expediente.

NEM SABIAM – A fim de garantir que a operação não iria vazar, os primeiros funcionários que chegavam a Câmara não puderam sair do prédio e tiveram os celulares apreendidos por algumas horas. O Jurídico da Casa só soube da operação, após receberem telefonemas questionando os sobre o por quê o GAECO e a Rota estavam na Câmara.

CONTRATOS – Após uma minuciosa vistoria, os agentes do GAECO deixaram a Câmara levando consigo dois contratos. Certamente os contratos que o legislativo firmou com a empresa Vagner Borges ME. A correria do jurídico da Casa não acabou por aí, quando ainda tentavam entender o que acontecia foram informados pela vereadora Bruna Pati sobre o destaque na mídia nacional da prisão do vereador Luizão Arquiteto.

NA DELEGACIA – Já detido, Luizão aparentava estar visivelmente abalado. O mesmo garantiu não ter ligação nenhuma com as acusações apontadas no processo e que durante sua presidência na Câmara renovou os contratos que foram feitos na gestão do ex-presidente Alencar Galbiatti, pois o próprio Tribunal de Contas não apontou falha alguma nas contratações.

O PROCESSO – O processo que gerou a Operação Munditia é longo, são mais de mil páginas que mostram prints e destacam conversas trocadas entre políticos, agentes públicos e os empresários apontados como integrantes e líderes da facção criminosa. Nessas conversas, outros políticos de Santa Isabel são citados pelos promotores, como velhos conhecidos do GAECO.

NOVOS RUMOS – Muito provavelmente as investigações devem continuar e novos desdobramentos acontecerão, se não agora, em um curto período de tempo. Na coletiva a imprensa os promotores do GAECO, e representantes do Ministério Público, garantiram que novos agentes públicos devem ser atingidos por eventuais novas medidas a serem tomadas na investigação. Vamos aguardar!

SILÊNCIO – Ocorrida no mesmo dia da operação, a sessão de Câmara de Santa Isabel foi marcada pelo silêncio. Mesmo com a cadeira de Luizão vazia na mesa diretora, os colegas se limitaram a subir na tribuna fosse para defender ou não.

TÔ FORA – Apesar das especulações de que Padre Gabriel seria um dos ex-prefeitos a disputar uma cadeira na Câmara em outubro, ele garantiu que a política não é mais sua prioridade e que só quer acompanhá-la mesmo como espectador e cidadão interessado no assunto. “Pra mim já deu”, garantiu o Padre.

EX-PREFEITAS – As ex-prefeitas Ângela Sanches e Fábia Porto já oficializaram suas pré-candidaturas a disputa pela vereança. Com chances ou não só o tempo e o povo irão dizer, mas ambas terão muitos correntes, sobretudo dentro de seus próprios partidos.

TRUCO – Estão abertas até o próximo dia 26/04, as inscrições para o Torneio de Truco a ser realizado no próximo dia 01 de maio na Praça da Bandeira, em Santa Isabel. O evento promovido pela secretaria Municipal de Esportes, em celebração ao Dia do Trabalhador, premiará as duplas que melhor se destacarem na competição. Inscrições podem ser feitas direto no Ginásio de Esportes onde os interessados devem doar alimentos não perecíveis. Participe!

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments