No Pé do Ouvido

edição 1.447
Os bastidores da política regional, no Pé do Ouvido.

Confira os destaques do Pé do Ouvido da edição 1.469 do Jornal Ouvidor. Fique por dentro dos bastidores da região.

FAKE – Alguns cidadãos estão recebendo telefonemas ou questionários através da internet de pessoas que se identificam como sendo pesquisadores do jornal OUVIDOR. Eles questionam sobre preferencias eleitorais para as administrações municipais na próxima eleição. É FAKE!

ADVERTÊNCIA – O jornal OUVIDOR informa que, no momento oportuno, realizará pesquisas eleitorais com metodologia adequada, presencial e com equipamentos recomendados pelos melhores institutos, utilizando sistemas que não induzem a nenhuma opção de nomes de candidatos.

ADVERTÊNCIA 2 – A utilização do nome do jornal para dar credibilidade a eventuais pesquisas com método diferente será devidamente apurada e seus autores denunciados de acordo com a lei. A Editora Jornalística de Igaratá roga aos leitores, amigos e clientes que informem toda e qualquer ocorrência dessa ou de outra natureza à empresa através do whatsapp 11 98904 8014 ou 11 98904 6228.

IGARATÁ

CORRIDA – O pessoal da frente de trabalho recebeu uma proposta para trabalhar no apoio da corrida de rua IGT 23 K que aconteceu no último final de semana. Segundo contam, a oferta era de R$ 100,00 para ficar à disposição do começo ao final do evento.

CORRIDA 2 – Só que após o evento, que aconteceu embaixo de chuva do começo ao fim, também contam que foram avisados que não haveria mais o dinheiro na mão. Agora o pagamento seria dado por um outro dia de folga durante a semana.

CORRIDA 3 – O evento da corrida é privado, de responsabilidade de uma empresa. A frente de trabalho é da Prefeitura e essa mistura que não se sabe onde termina o particular e começa o público e vice-versa nunca deu certo em lugar nenhum. Não seria agora que daria!

TRABALHO – E falando em frente de trabalho, o objetivo do programa sempre foi, desde a sua criação em 2017, de proporcionar um meio de subsistência para os seus beneficiários durante um período no qual eram qualificados com cursos para poderem ingressar no mercado de trabalho.

TRABALHO 2 – Só que faz muito tempo que não é oferecido curso de qualificação algum para os beneficiários do programa. Com isso, o programa que é muito bacana, acaba sendo somente um meio pelo qual a Prefeitura contrata mão de obra a baixo custo. Cada beneficiário do programa recebe uma cesta básica e R$ 500,00/mês.

DENGUE – Somente nesta semana a Prefeitura de Igaratá decretou estado emergência em razão da epidemia de dengue. Isso porque desde 5 de março o Estado já havia publicado decreto de emergência e instruído as Prefeituras para que também tomassem as suas providências.

DENGUE 2 – Por aqui demorou mais de vinte dias para a publicação do decreto municipal, o que no combate a uma epidemia é uma verdadeira eternidade. Com o decreto declarando o estado de emergência a Prefeitura fica livre para utilizar com maior rapidez todos os mecanismos para o combate a dengue.

DENGUE 3 – Quem sabe com isso, o serviço de emergência ganha reforço no atendimento médico. Tornaram-se diárias as reclamações dos usuários sobre a demora excessiva no atendimento de urgência na unidade de saúde. O tempo de espera já não é medido em minutos, mas em horas, as vezes, muitas horas.

IRRITAÇÃO – Com a demora excessiva, vem a irritação dos usuários e alguns entreveros com os servidores do setor, estes também vítimas da falta de planejamento e de gestão da Prefeitura para lidar com a situação.

SEM LUZ – Num destes relatos, um paciente depois de aguardar por horas o atendimento, diz que perdeu a paciência quando foi ao banheiro público da recepção e foi informado que no local a lâmpada estava queimada, mas a iluminação do celular daria para quebrar o galho.

SEM FREIO – E como desgraça pouca é bobagem, o veículo que vai para o AME em Taubaté foi flagrado pelos pacientes sem freio de mão e com a porta emperrada. Tudo filmado. Feio de ver!

CHOCADO – A Prefeitura de Igaratá comprou 2.090 ovos de chocolate ao custo de R$ 9,50 a unidade para ser distribuído para os alunos da rede municipal e programas sociais da Prefeitura. Até aí, tudo bem. Só que numa matemática simples já dá para ver que alguma coisa não bate.

MATEMÁTICA – A rede municipal de ensino em Igaratá, tem em torno de 1.400 alunos conforme números de censo escolar disponíveis para pesquisa. Dá para perceber que sobraram algo em torno de 700 ovos nesta conta. O que é muita coisa!

ELEIÇÕES – Ah, mas tem os programas sociais que também receberão o regalo, podem dizer. Está bem. Mas e aí, qual o critério para essa distribuição. Qual o número de pessoas beneficiadas. E porque somente agora em ano eleitoral, esse pessoal foi lembrado?

ALELUIA – Só que coincidentemente, no mesmo dia da distribuição dos ovos nas escolas, assessores da Prefeitura e vereadores, saíram pelas ruas levando ovos de chocolates para igrejas, amigos e principalmente eleitores. Foi uma farra! Quem nunca pensou em pedir, recebeu caixas de ovos de chocolate.

TRANSPARÊNCIA – Está aí um bom assunto para a Câmara investigar. Aliás, não custaria nada os próprios vereadores que deram uma de coelhinho da Páscoa mostrarem as notas fiscais e comprovantes de pagamento da aquisição dos ovos de chocolate que distribuíram para dissipar qualquer dúvida sobre o assunto.

COVID – O Posto de Saúde do município não dispõe de testes de diagnóstico para a Covid. Médicos do plantão estão recomendando que os pacientes com suspeita da doença comprem o teste nas farmácias e apenas os orientam a utilizá-los e como se tratar na eventualidade de constatar positivo.

SANTA ISABEL

CANDIDATA – Sem avisar a ninguém a vice prefeita, Terezinha Pedroso foi a uma reunião do PSB, em São Paulo, dando segmento a um diálogo que vem mantendo desde que se encontrou com o vice presidente Geraldo Alckmin. Saiu da conversa com o convite de liderar uma chapa para a prefeitura da cidade.

CANDIDATA 2 – Ela não diz que sim nem que não, garante que vai conversar com Chinchilla na próxima semana e que tem até o dia 5 de abril para definir o seu futuro. Ela pretende, como presidente do partido, apresentar os candidatos a vereador e espera conseguir eleger bastante representantes do PSB.

CANDIDATA 3 – Não é a primeira sondagem que Terezinha recebe. Já foi convidada a figurar como vice na chapa de outros pretendentes ao cargo de prefeito de Santa Isabel. Ela sabe que o seu papel gestão Chinchilla foi muito intenso e espera que se transforme em reconhecimento. A sua manutenção como vice junto ao atual prefeito pode ser uma possibilidade.

ENTREVERO – Comenta-se que houve um entrevero entre Terezinha e o vereador Osvaldinho. Notícias dão conta que Terezinha teria dito, em alto e bom tom, que o vereador não teria sido eleito sem o apoio dela. O que não se sabe é se o Vereador apoia a eventual candidatura de sua mentora.

CANDIDATOS – Dos atuais 15 vereadores, 11 já estão inscritos como candidatos à reeleição por seus partidos no apoio ao atual prefeito Carlos Chinchilla. Isso é um indicador de força que os prefeitos anteriores jamais tiveram. Resta saber se farão o mesmo na campanha!

APOIO – Essa semana líderes religiosos de duas denominações importantes se reuniram com o secretário de governo, Felipe Nabil. Alguns deles são ligados ao partido Republicanos. O que se transpirou nessa reunião ainda não surgiu no mapa político, o que deve acontecer os próximos dias.

EMPREGO – Na próxima quinta-feira, na Câmara Municipal, a parceria entre o Sebrae (Serviço de Apoio às Pequenas e Médias empresas), a Prefeitura Municipal e a Associação Comercial vai apresentar o relatório de ações da “Cidade Empreendedora”. Nesse encontro Chinchilla, citando dados do Caged (Cadastro Geral de Empregados e Desempregados) vai mostrar que sua administração abriu o equivalente a mais de uma grande empresa por ano: 622 novas vagas.

FUGA – A tarifa zero está aí e já é uma realidade, muito positiva por sinal, mas o desrespeito no cumprimento de alguns itinerários é a grande reclamação dos usuários. Na semana passada, um morador do Jd. Novo Éden descobriu às 23h30 que o ônibus que deveria sair do terminal para o seu bairro, não passaria pelo terminal e iria deslocar-se direto do centro para o bairro. No fim, ele que estava no terminal, teve que desembolsar mais de R$ 10,00 para ir de carro de aplicativo para a casa. O barato saiu caro!

INFRATOR – Sem cinto e falando ao celular, os passageiros que utilizam o micro-ônibus para Mogi das Cruzes estão assustados com o motorista que faz a linha. O homem mexe constantemente no celular e anda em altíssima velocidade, seja dentro da cidade ou até mesmo na rodovia. Tá faltando uma fiscalização mais enérgica da Artesp e da EMTU em cima dessas linhas, antes que o pior aconteça.

MEIO AMBIENTE – Moradores do Recanto do Céu e da Rua Maria Pituba no Bairro Jd. Eldorado estão denunciando via WhatsApp do Jornal Ouvidor uma série de irregularidades ambientais. Tratam-se de construção que estão sendo erguidas em áreas de proteção ambiental e congeladas pela Prefeitura e as obras acontecem sem pudor ou qualquer receio de impedimento pela fiscalização. Na área do Recanto do Céu inclusive o Meio Ambiente e o próprio CREA-SP estiveram no local e notificaram o proprietário que em menos de um mês após a fiscalização segue com sua construção em área proibida.

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments