Mutirão de testes de DNA promete facilitar o reconhecimento paterno

O projeto é fruto de parceria entre o Ministério Público de São Paulo e o Imesc (Instituto de Medicina Social e de Criminologia de São Paulo).

Foto: Divulgação internet
O Instituto de Medicina Social e de Criminologia de São Paulo – Imesc, em parceria com o Ministério Público – MP/SP realizará o seu primeiro mutirão “Encontre Seu Pai Aqui”, na próxima quinta-feira (01/02). O mutirão de testes de DNA tem como objetivo, desburocratizar e facilitar o processo de inclusão da paternidade no documento de pessoas que ainda não foram reconhecidas legalmente.
Foi Notícia no Ouvidor
De acordo com o Imesc, a coleta acontecerá entre 7h às 14h, na sede do Instituto, localizado na Rua Barra Funda, 824, Centro de São Paulo. “Os atendimentos serão oferecidos na área interna do Instituto, no prédio sede, onde já ocorre a coleta de material biológico para os exames de DNA, por ordem de chegada, sem necessidade de agendamento prévio”, informou.
A triagem e a coleta de sangue para o teste de DNA serão realizadas por uma equipe de peritos do próprio Imesc, em sala reservada dentro do próprio órgão, para garantir a privacidade dos envolvidos.
“Vale lembrar que não é preciso nenhum preparo especial para a coleta. Para participar da ação é necessário que todos os envolvidos – filho(a), mãe e suposto pai – estejam de acordo com a realização do exame e compareçam juntos na coleta”, explicou o Imesc. Ainda para o exame é necessário apresentar documento original com foto e certidão de nascimento, no caso de crianças e adolescentes.
Quem pode participar?
Para dar entrada ao processo de identificação de paternidade é necessário seguir alguns requisitos:
  • Comparecer munido de documento de identificação original com foto ou certidão de nascimento (válida apenas para menores de 18 anos);
  • Presença simultânea do requerente, da mãe e do suposto pai, ou de todos os envolvidos;
  • Na hipótese de qualquer uma das partes ser absolutamente incapaz, deverá estar representada ou assistida na forma da lei, apresentando documento comprobatório de sua condição.
E se o suposto pai for falecido?
Comparecer junto com a mãe e parentes de primeiro grau do falecido, tais como: pais (preferencialmente), irmãos (por parte de pai e mãe) e filhos (com suas respectivas genitoras) para coleta de sangue.
E depois do exame de DNA?
Os envolvidos serão chamados na Promotoria de Justiça para receberem o resultado e serão encaminhados ao Cartório de Registro Civil.
De acordo com o IMESC, o próximo mutirão de testes de DNA, o segundo do ano, vai acontecer em 29 de fevereiro. Interessados podem entrar em com a assessoria do Imesc no telefone (11) 9 9356-1376.
Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments