Até o fim do ano, mais de mil arujaenses saem da fila do SUS

Em mutirão iniciado no fim do ano passado, a secretaria de Saúde de Arujá já realizou mais de 500 cirurgias e prevê mais 800 procedimentos até dezembro

A entrevista completa com o secretário Leonardo Reis pode ser conferida no Canal Oficial do Ouvidor no Youtube.

Com uma demanda reprimida de 3 mil pessoas à espera de uma cirurgia pelo Sistema Único de Saúde (SUS), a Prefeitura de Arujá desde o ano passado, vem se movimentando para retirar dezenas de arujaenses de uma fila que se estende há anos. Segundo o secretário de Saúde, Leonardo Reis, 540 procedimentos já foram realizados pelo projeto municipal Mutirão de Cirurgias e até o final deste ano, a previsão é de que mais 800 cirurgias sejam realizadas.

O projeto, Mutirão de Cirurgias, só saiu do papel graças a emenda parlamentar do Deputado Federal Junior Bozzella (União Brasil), que enviou R$ 15 milhões para cidade de Arujá. O dinheiro chegou na conta arujaense em novembro do ano passado: “Já no mês seguinte, nossa secretaria deu início a toda tramitação para que o mutirão acontecesse”, ressaltou. Leonardo disse ainda que a maior demanda de cirurgias está em procedimentos vasculares, como varizes, por exemplo.

Veja Também

A confeiteira Alessandra Rodrigues, de 41 anos, esperou 3 anos uma vaga no SUS para operar as varizes, mas graças ao mutirão da prefeitura de Arujá, o procedimento aconteceu em menos de um mês. “Ficamos vulneráveis. Muitas pessoas não conseguem esperar tanto tempo. Graças a Deus consegui fazer minha cirurgia e hoje estou bem. Espero que mais arujaenses também consigam”, disse a moradora.

Mais rápido ainda foi a cirurgia da auxiliar administrativa, Flávia da Silva, de 28 anos, que operou de pedras na vesícula. “Meu procedimento aconteceu bem rápido, em menos de 20 dias eu já estava passando por todo atendimento médico até chegar a mesa de cirurgia”, relatou.

Segundo o secretário Leonardo, as cirurgias acontecem em Hospitais parceiros, como por exemplo a Santa Casa de Mogi das Cruzes, Santa Isabel, Itatiba e em Hospitais particulares de São Paulo.

Se inscrever
Notificar de
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments