Lei Lucas: Professores recebem treinamento

Cumprindo uma determinação da Lei Lucas, secretaria de Educação de Santa Isabel capacitou professores da rede municipal a prestarem atendimentos de primeiros socorros a seus alunos

Lei Lucas
De acordo com a secretaria de Educação, o ensino de primeiros socorros garante maior segurança aos alunos e funcionários das escolas em situações de emergência. Foto: Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Santa Isabel (PSI)

Centenas de professores da rede municipal de ensino de Santa Isabel estão recebendo uma capacitação em primeiros socorros. A iniciativa é embasada na Lei Lucas (13722/18), que obriga as escolas públicas e privadas e os espaços de recreação infantil a se prepararem para atendimentos de primeiros socorros.

Veja Também

A iniciativa da Prefeitura de Santa Isabel prevê que todos os professores da rede municipal sejam capacitados na Lei Lucas. As aulas já começaram, e ao final do curso, os professores recebem um certificado de conclusão. Anualmente os docentes terão que fazer a reciclagem desse curso.

De acordo com a Secretaria Municipal de Educação, no ano passado, todos os funcionários do grupo de apoio foram capacitados. Agora, todos os professores, diretores, coordenadores, e gestores serão capacitados. A Pasta ressalta que o ensino de primeiros socorros garante maior segurança aos alunos e funcionários das escolas em situações de emergência.

Sobre a Lei Lucas

A Lei Lucas é uma legislação brasileira que determina a obrigatoriedade de capacitação de professores e funcionários de escolas em primeiros socorros. Ela foi criada em homenagem ao Lucas Begalli Zamora, uma criança de 10 anos que faleceu durante um passeio escolar por asfixia.

De acordo com o prefeito de Santa Isabel, Dr. Carlos Chinchilla, a preparação dos educadores para a Lei Lucas engloba o domínio de habilidades fundamentais de atendimento inicial, como ressuscitação cardiopulmonar (RCP), desobstrução das vias respiratórias, reconhecimento e cuidado de sangramentos, crises convulsivas, entre outras:

“Essas competências possibilitam que os professores ajam prontamente até a chegada de profissionais da área médica. É importante capacitar os professores para essa lei, pois o conhecimento em primeiros socorros permite uma resposta rápida e eficaz em situações emergenciais dentro do ambiente escolar”.

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments