Funcionário morre tentando conter queimada

O corpo de José foi encontrado carbonizado em meio a um capinzal em chamas. Homem morreu, após tentar sozinho conter o fogo

capinzal em chamas
Terreno onde o fogo teria começado fica na parte interna do condomínio e não possui divisas. Polícia Civil abriu inquérito para investigar o caso. Foto: Defesa Civil de Santa Isabel

O fogo tomava conta de uma mata dentro de um condomínio residencial em Santa Isabel, no início da noite da última segunda-feira, 24/07, quando o funcionário do condomínio, José Averaldo da Silva foi até o pasto a fim de tentar conter a queimada e evitar que o fogo se espalhasse ainda mais. Ao inalar muita fumaça, José caiu desmaiado sobre o capinzal em chamas e sem ninguém por perto, ele morreu carbonizado.

Veja Também

Na quinta-feira, 27, o laudo do Instituto Médico Legal (IML) confirmou que o corpo encontrado carbonizado em uma área de mata no condomínio Estância Zélia, tratava-se do funcionário que estava desde segunda-feira desaparecido. A polícia civil possui, por enquanto, apenas uma linha de investigação, a de que o funcionário sumiu após ir tentar, sozinho, apagar o fogo. “Este é único relato que temos de uma das testemunhas que viu este colaborador antes dele sumir”, explicou a delegada Dra. Regina Campanelli.

O corpo de José foi encontrado pelos colegas de trabalho que saíram em sua busca, por volta das 20h. O caso foi registrado na delegacia de Polícia de Santa Isabel e a polícia civil abriu inquérito para investigar de onde e quem provocou a queimada que terminou com a morte de José.

“Incêndio começou dentro do condomínio”, afirma Defesa Civil

A Defesa Civil de Santa Isabel esteve no local no dia seguinte a fim de avaliar a área. Na análise foi possível, de acordo com o coordenador da Pasta, João Buosi, identificar que o incêndio começou dentro de um terreno no condomínio, mas o que irá determinar a causa e o início do fogo, será apenas a investigação da Polícia Civil.

“A queimada com certeza começou dentro do condomínio, em hipótese alguma começou fora dele e adentrou. O terreno atingido não possui divisa e está na área interna do condomínio”, avaliou a Defesa Civil.

Procurado a administração do condomínio, não quis comentar sobre o caso. A Defesa Civil de Santa Isabel informou que, infelizmente essa é uma época do ano onde as queimadas acabam acontecendo em maior número devido ao tempo seco e a vegetação rasteira. “Estamos passando nos bairros e orientando os líderes a de forma alguma utilizar-se das queimadas para limpar os terrenos. Mesmo que seja uma queimada controlada, é muito prejudicial à qualidade do ar então, está extremamente proibido qualquer tipo de queimada na cidade”, explicou o coordenador Buosi.

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments