Falha no transporte escolar tira crianças das aulas

Problemas com o transporte escolar está afetando até a linha regular de ônibus municipal em Santa Isabel e prefeitura se manifesta

transporte escolar
Desde que as aulas voltaram reclamações pelo transporte escolar em Santa Isabel aumentaram. Falhas afetam inclusive as linhas circulares em diversos bairros. Fotos: WhatsApp do Ouvidor

Tem sido constante as reclamações dos munícipes de Santa Isabel com relação a empresa Auto Viação Suzano, responsável pelo transporte escolar municipal. A superlotação dos veículos, o descumprimento de itinerário e o atraso, estão impossibilitando o acesso das crianças nas escolas e tem gerado constrangimento à população.

Veja Também

Essa semana, segundo o relato de uma mãe, o ônibus que transportava crianças passou em alta velocidade em uma lombada, derrubando crianças pequenas no chão, já que o veículo não possuía cinto de segurança e, descobriu-se mais tarde que o veículo estava sem freios.

– Deixaram de pegar minha filha e outras crianças que dependem do transporte escolar. Já faz alguns dias que minha filha espera e a van não chega!” a reclamação é de Patrícia Alves Passos, moradora do bairro Monte Negro. As palavras dela ecoam no Aralú, no Eldorado, no Pouso Alegre e no Jardim das Acácias. Muitas crianças deixam de estudar nas últimas semanas pelo descumprimento do itinerário do transporte oferecido pela Viação Suzano.

As explicações variam: excesso de chuvas, estradas esburacadas e estreitas, lamaçal são argumentos dos responsáveis pelas vans desde que reiniciaram as aulas e as reclamações dos pais: “Se me avisarem que não choveu por aí e que conseguimos passar sem atolar, nós vamos buscar as crianças”, disse uma das tutoras responsáveis pelo transporte em um grupo de whatsapp, numa conversa com Patrícia. Em resposta, a mãe sugeriu que a van desse a volta por outro trecho, mas a tutora respondeu que não faria outro trajeto e, se houvesse insatisfação por parte dela, poderia reclamar na Ouvidoria.

Além da falta de cumprimento dos itinerários, outro problema é o atraso das crianças para retornar às suas residências por causa do número reduzido de veículos disponibilizados pela empresa para levar quem estuda nas escolas do bairro e do centro. “Minha filha sai da escola ao meio-dia e chega em casa às seis horas da tarde todos os dias” conta Viviane de Fátima, mãe de Taluane Ferreira de treze anos, moradoras do Aralu.

O transporte também está sendo inadequado de acordo com outros moradores quando, ao invés da van escolar, a empresa disponibiliza ônibus de grande porte e sem equipamentos adequados de segurança para transportar crianças menores.

De acordo com o PNATE (Programa Nacional de apoio ao Transporte Escolar), instituído pela Lei nº 10.880, de 9 de junho de 2004, a Prefeitura é obrigada a contratar uma empresa com competência e de acordo com as exigências básicas, para que alunos de áreas rurais e bairros afastados possam ter acesso gratuito às escolas, garantindo a manutenção e a segurança de todas as crianças que necessitam dos serviços.

Em nota, a Secretaria Municipal da Educação afirma ter cobrado solução da Viação Suzano, advertindo para que a empresa preste os serviços de forma adequada e de acordo com o edital. Acrescenta ainda que, em reunião na última quarta-feira (08), foram apresentadas as queixas das escolas e dos pais com relação à prestadora de serviços municipais.

Em resposta para à administração municipal, a Auto Viação Suzano disponibilizou carros extras como suporte aos alunos das localidades de difícil acesso, devido às ruas esburacadas e as reclamações.

A Secretaria da Educação garantiu que está acompanhando de perto o compromisso da empresa em implantar uma nova frota de veículos que deverá acontecer de forma gradual, sem prazo imediato, mas ainda sem garantia do cumprimento de todas as exigências contratuais. Reconhecendo as dificuldades, a Secretária afirma que em breve voltará a se manifestar de forma mais concreta.

VIARedação
A reprodução deste conteúdo pode não refletir a opinião de nosso jornal. As notícias oriundas de agências, são devidamente creditas aos seus autores e após checagem, o Ouvidor apenas reproduz o conteúdo em suas plataformas.
Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments