Entre cores e fantasias: o animador que agita gerações

Quinta reportagem da Série Profissões conta a história de Mario Arantes, carnavalesco mais antigo de Santa Isabel

Mario Arantes
Mario de Souza Arantes, ao lado de alegorias que compõem o bloco “Boi-Olá” atualmente.

Em meio às ruas animadas, os enfeites contagiantes e o agito dos foliões, estão aqueles que fazem a animação da avenida e do feriado mais colorido do ano: os Carnavalescos. E com a história que se estende por décadas Mario Arantes, o festeiro mais antigo de Santa Isabel, traz as experiências de ser o criador do bloco “Boi-Olá”, que neste ano completa 24 anos e é considerado uma tradição do município.

Foi notícia no Ouvidor

Hoje aos 77 anos, Mario de Souza Arantes, conhecido carinhosamente como “Marinho”, relembra que sua paixão pelo Carnaval começou logo na infância, graças a animação e ambiente familiar que a festividade proporcionava. Esta paixão pelo evento se levou até a vida adulta.

Para Mario, o amor pela festa se tornou em dedicação para a realização de um sonho: ajudar o Carnaval Isabelense e ver o próprio bloco desfilando na Avenida. Ele conta que sempre sonhou com tal união, e com o passar dos carnavais, a ideia foi ‘ganhando força’.

Até que no ano 2000, uma “brincadeira de carnaval” deu início ao bloco que hoje é consolidado no município. Segundo ele, tudo começou quando se vestiu de boi, juntou dois colegas e saiu na Avenida da República: “Eu saí sozinho vestido de boi pela Avenida. E ao redor estava um colega na sanfona e outro ajudando a conduzir”, disse.

Ele relembra que a escolha do animal veio graças à lenda folclórica do “Boi-Bumbá” – que gira em torno da história sobre a morte e ressureição de um boi – e sua brincadeira consistia em “investir, chifrar e ir para cima” das pessoas: “todos os que estavam presentes se divertiram com a situação e gostaram de ver o “Boi-Olá” pela primeira vez”, comentou.
Para Marinho, o bloco conquistou os foliões no carnaval isabelense, e ‘caiu no gosto do público’. Desde então, o “Boi-Olá” se faz presente na tradição do município.

Mario também ressalta que o ambiente familiar, as letras em duplo sentido – sem conteúdo explícito – e a diversão dos foliões marcaram as noites de folia: “O nosso bloco é família, né? Trabalhamos de corpo e alma para que aquilo seja algo bom para o município”, destacou.

Em 2024, o “Boi-Olá” comemora 24 anos, e se tornou uma das principais atrações do Carnaval graças a imaginação do Carnavalesco. O bloco desfilará neste domingo (11), a partir das 21h30, com saída no início da Avenida da República.

Mario Arantes deixa, em sua mensagem para as gerações vindouras e às crianças que presenciarão seus primeiros carnavais este ano, o pedido: “quero que busquem entender cada vez mais ‘o que é folclore’. Peço até mesmo para os futuros pais, o ensinamento do folclore, que deve ser levado a sério, pois é a cultura e a raiz do Brasil”.

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments