No sábado, 09/07, o Mirante do Monte Serrat virou uma espécie de museu da comunicação ou de uma viagem no tempo, o 5º Encontro de Radioamadores de Santa Isabel (ERASI) reuniu das mais recentes tecnologias até as mais antigas dos colecionadores. “Recebemos muitas pessoas, ainda que um pouco menos que em anos anteriores, pois muitas pessoas ainda temem os efeitos da pandemia”, diz Edimar, o Edi, organizador do evento.

Veja Também 

E para aqueles que acreditavam que essa comunicação pertence ao século passado, Edi explica que frequentemente se ouve falar do Radioamador quando os demais meios de telecomunicação falham. “Isso inclui calamidades públicas, eventos relacionados à segurança da aviação, auxílio as telecomunicações, etc. O radioamador é a última linha de telecomunicação, sendo considerado até pelos militares como recurso de segurança nacional”, ressalta.

O radioamador é uma entidade tecnicamente capacitada, e avaliada para tal. Em sua busca incessante por sucesso, leva seus equipamentos ao limite do desempenho, coletando cada gota de performance que conseguir atingir. Isso o torna quase um profissional! Se você estiver tendo problemas com telecomunicações, pergunte a um radioamador. Ele certamente saberá o que fazer.

A placa de trânsito foi uma conquista conjunta, os radioamadores custearam a confecção a prefeitura de Santa Isabel a logística. A sinalização contendo o sinal de rádio da cidade repercutiu com sucesso, a ponto de interessados de Campina Grande, na Paraíba, procurarem os participantes do evento para se espelharem. “Boas ações, se transformam em referência! Para você ver o alcance que o radioamadorismo tem, ano que vem teremos mais”, finaliza Edi.

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments