Em julho, PIB do Estado de São Paulo cresceu 0,9%

No comparativo com julho de 2021 acréscimo do PIB foi de 3,3%; projeção de crescimento médio da economia para 2022 é de 2,6%

PIB do Estado de São Paulo cresceu 0,9%

De acordo com a Fundação Seade, entre os meses de junho e julho, o Produto Interno Bruto – PIB do Estado de São Paulo cresceu 0,9%, já descontados os efeitos sazonais, com desempenhos positivos nos setores da indústria (2,3%), serviços (0,5%) e na agropecuária (0,8%).

Na comparação com julho de 2021, a economia apresentou acréscimo de 3,3%, com crescimento nos serviços (3,5%), na indústria (2,0%) e na agropecuária (5,4%).

Leia mais 

O setor dos serviços continua atuando como motor da atividade econômica paulista, contando em julho, também, com o impulso dado pela recuperação na margem da indústria e da agropecuária.

Com base nesses resultados mais favoráveis, as projeções da Fundação Seade para o PIB do Estado de São Paulo em 2022 passam a ter agora mínima de 2,0%, média de 2,6% e máxima de 3,1%. Por sua vez, para a economia brasileira as projeções são de mínima de 2,5%, média de 2,8% e máxima de 3,0%.

Em agosto, PIB+30 cresceu 0,5%, mantendo-se em patamar superior aos níveis anteriores à pandemia. Na comparação com agosto de 2021, o PIB+30 avançou 5,4%.

O PIB+30 é um indicador que permite observar as estatísticas preliminares do PIB do Estado de São Paulo.

Sobre:

O Seade desenvolveu diferentes metodologias de cálculo do PIB do Estado de São Paulo, que permitem a análise das principais tendências da economia do Estado de SP. Este trabalho é divulgado regularmente por meio dos produtos PIB+30, PIB Mensal, PIB Trimestral e PIB Regional. Além disso, em parceria com o IBGE, o Seade calcula o PIB anual e o PIB dos municípios paulistas.

Fonte: Seade 

A reprodução deste conteúdo pode não refletir a opinião de nosso jornal. As notícias oriundas de agências, são devidamente creditas aos seus autores e após checagem, o Ouvidor apenas reproduz o conteúdo em suas plataformas.
Se inscrever
Notificar de
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments