Em dois anos 38 pessoas morreram vítimas de acidentes de trânsito na região

Deste total 15 ocorreram em Santa Isabel entre os anos de 2022 e 2023. Cidade registrou mais uma morte no trânsito no último domingo

acidentes de trânsito
Acidente do último domingo aconteceu na bifurcação entre as avenidas Repúblicas e Vereador Sebastião Claudiano. Polícia Civil investiga responsabilidade de motorista. Jovem de 21 anos morreu.

Os dados são da Secretaria de Segurança Pública (SSP) e levam em consideração o total de mortes por acidentes de trânsito registradas em Arujá, Santa Isabel e Igaratá nos anos de 2022 e 2023. Em cada um destes anos, a região contabilizou um total 19 homicídios culposos, no trânsito, quando não há intenção de matar.

Foi notícia no Ouvidor

No último final de semana Santa Isabel registrou mais um indicador para essa triste estatística. Um jovem de 21 anos morreu após chocar-se com sua moto em um carro que, ao sair do ponto onde estava, atravessou a via e fechando o caminho.
Em depoimento à polícia, a motorista disse que saia de sua residência com veículo apontado de frente para a rua quando a moto, ocupada por um casal, bateu em seu veículo do lado do condutor. A motorista, identificada como E.F.S.C.S. permaneceu no local durante todo o atendimento da ocorrência.

Imagens da câmera de segurança do município mostram o momento em que ela entra no carro estacionado no final da Sebastião Claudiano, bem em frente a bifurcação com a Avenida República. A motorista liga o veículo e quando começa a sair, vira totalmente o volante para o lado esquerdo, o que fez com que o carro feche parte da via no sentido centro. Neste momento houve a colisão.

Felipe seguia em sua moto no sentido Avenida República quando o carro sai da vaga onde estava estacionado. O jovem ainda tenta desviar do carro, mas acabou atingindo a lateral e na sequência, ele e a garupa foram arremessados para cima da Praça Ayrton Senna. Eram exatamente 20h48.

O relatório do Consórcio de Regulação do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Cresamu) indica que a primeira chamada para a emergência foi feita às 20h51. A ambulância do SAMU chegou ao local 33 minutos depois, às 21h24.

Populares e a própria família da vítima relatam atraso na demora do atendimento por parte do SAMU. No entanto, o Cresamu afirma que naquela mesma noite, a ambulância do SAMU de Santa Isabel estava empenhada em atendimento a um outro acidente ocorrido minutos antes, na Rodovia Vereador Albino Rodrigues Neves, envolvendo um carro de passeio com duas vítimas.

Para atendimento a este acidente, na rodovia, o Cresamu enviou a viatura às 20h09. O Samu saiu do local do acidente às 20h55 e os pacientes foram transferidos para a Santa Casa de Mogi das Cruzes, onde lá, a equipe chegou às 21h24. “Este atendimento foi finalizado às 22h25”, informou o Consórcio.

Sem equipe do SAMU em Santa Isabel, a direção do Consórcio então acionou a equipe mais próxima para atendimento ao acidente ocorrido no centro da cidade. Após regulação feita às 20h55, a viatura foi autorizada a sair de sua base, em Arujá às 21h e chegou em Santa Isabel, às 21h24.

O Corpo de Bombeiros de Arujá, chegou ao local do acidente antes do SAMU e auxiliou no atendimento a ocorrência. Felipe teve um politrauma grave e múltiplas fraturas. A equipe o levou direto para a Santa Casa de Misericórdia de Santa Isabel para um primeiro atendimento mais especializado e posteriormente ele foi transferido, com urgência, ainda na noite de domingo, para o Hospital Luzia de Pinho Melo em Mogi das Cruzes. Em decorrência da gravidade dos ferimentos, o jovem veio a óbito.

A jovem que estava na garupa teve uma fratura no pé e foi encaminhada, em ambulância dos bombeiros, para o Hospital Geral de Guarulhos.
A delegada de Polícia de Santa Isabel, Dra. Regina Campanelli informou que já instaurou inquérito e a Polícia Civil trabalha na investigação do caso.

Fiscalização e Conscientização

Sobre os números de acidentes no trânsito de Santa Isabel nos últimos anos, o secretário Municipal de Segurança e Trânsito, Capitão Domingos Martins informou que embora tanto a Secretaria quanto a Polícia Militar tenham intensificado a fiscalização para a identificação e autuação de veículos e motoristas em situação irregular, ainda é preciso uma conscientização grande a respeito da responsabilidade de todos para um trânsito mais seguro.

“Vale destacar que a maioria dos acidentes registrados nos últimos anos envolveram motos, mas nem todos ocorreram dentro do perímetro urbano e sim nas rodovias que ligam a cidade. É importante que todos cumpram com suas obrigações para um trânsito cada vez mais seguro, desde o cuidado com os pedestres, mas também com os veículos menores”, destacou.

O Capitão reforçou inclusive a atenção dos motoristas em geral, para o limite de velocidade sobretudo na região central da cidade: “O próprio Código de Trânsito determina que nas vias coletoras, aquelas que recebem o fluxo de veículos que vem das rodovias, o limite de velocidade é de 40 km por hora, a partir de um determinado trecho, e quando esses motoristas ou pilotos começam a se aproximar das áreas mais urbanas e movimentadas, esse limite cai para 30 km. Nos últimos anos com o controle e monitoramento feito pelos radares conseguimos atingir esse limite determinado nas principais entradas da cidade, reduzindo em muitos destes pontos os acidentes de trânsito”, explicou.

Martins ressaltou ainda que na campanha Maio Amarelo deste ano, a Secretaria deve intensificar ainda mais as suas atuações por meio de campanhas e orientações de agentes em pontos estratégicos.

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments