Eleição começou!

Agentes do Ministério Público e GAECO em mandados de busca e apreensão na Câmara Municipal de Santa Isabel. Foto: Divulgação MP-SP

Eleição começou – Ainda era bem cedo na manhã de terça-feira passada quando um amigo me liga para informar que o Ministério Público tinha chegado à Câmara de Santa Isabel com mandado de busca e apreensão. Sua primeira observação foi a frase que coloquei como título dessa crônica.

Foi notícia no Ouvidor

Não quero com isso desmerecer o trabalho desenvolvido pelos Procuradores do Estado na investigação que começou em 2023 em Guarulhos, mas a coincidência de ocorrer em período pré-eleitoral nos municípios sempre sugere que possa haver um interesse oculto em uma ou outra denúncia “anônima”.

Ações como a perpetrada essa semana expõe nomes de pessoas ao risco de um linchamento moral especialmente quando se trata de eventuais candidatos a cargos públicos. Me ocorre à lembrança o exaustivo trabalho desenvolvido pela “Operação Lava-jato” que teve como objetivo denunciar (como de fato denunciou) a ocorrências de corrupção em diversos setores da administração pública. Como consequência imediata a prisão do então candidato à presidência da república, Lula da Silva. O resto da história o Brasil conhece e é descrita pelo próprio Presidente como uma narrativa de um período da história do país.

Não quero fazer defesa de ninguém com essa reminiscência, mas apenas apontar o fato de que o modo como tem sido feita a divulgação das investigações tendem a condenar pessoas sem qualquer julgamento, um risco que a própria imprensa contribui para que ocorra.

O episódio dessa semana expõe esse risco e da mesma forma demonstra e, eventualmente comprova, o envolvimento do crime organizado na administração das coisas públicas. A investigação encontrou elos do PCC que, na lida de tornar legal o dinheiro do crime se utiliza dos mecanismos que a legislação exige para se envolver nas tarefas do Estado.

A operação “Fim de Linha” há duas semanas e a “Munditia” no início dessa trouxe à tona situações que não são inéditas. São recentes outros processos que apontaram o envolvimento de organização criminosa na saúde, na coleta e destinação de lixo e em outros setores dos serviços públicos. O papel desempenhado pelo Ministério Público é justamente esse de, apurar os crimes e trazer à luz o envolvimento de políticos e empresários na busca de moralizar e dar transparência à administração pública.

Contudo é necessário que haja prudência na divulgação dos fatos, evitando o linchamento moral que afeta muito além dos eventuais autores, mas atingem toda a família dos envolvidos e, por que não, ás vezes toda uma comunidade como ocorreu em Santa Isabel no episódio da prisão de secretários do governo municipal contra os quais nada foi provado, mas maculou a história da própria cidade. Sempre, infelizmente, em períodos pré-eleitorais.

Se inscrever
Notificar de
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments