Educadores da região aderem à greve das ETECs

Centenas de professores protestaram contra as medidas tomadas pelo governo do Estado na administração da instituição

greve das ETECs
Na região, as unidades de Arujá e Santa Isabel aderiram à manifestação.

A terça-feira (08) foi marcada pelo início da greve das ETECs, aderida em grande número pelos professores do Centro Paula Souza, órgão responsável pelas Escolas Técnicas Estaduais (ETECs) e Faculdades de Tecnologias do Estado de São Paulo (FATECs). Na região, as unidades de Arujá e Santa Isabel aderiram à manifestação.

Veja Também

A Associação de Trabalhadores do Centro Paula Souza (Ateps) informou que a greve das ETECs busca recuperações de perdas salariais dos profissionais, pagamento imediato do bônus de 2022, plano de carreira com equiparação salarial para administrativos, jornada docente, fim de interstícios de seis anos e 50% de hora atividade livre, dentre outros.

Segundo um professor, que aderiu a paralisação, o objetivo da greve também é deixar claro “que os educadores, lutam contra o desmonte da instituição”, disse.

Na região, os professores que aderiram a paralisação se dizem dispostos a repor às aulas quando houver acordo do governo com o Sindicato de Trabalhadores do Centro Paula Souza (Sinteps). “Atualmente a determinação é que não sejam passadas lições durante o horário de aula dos grevistas, porém as atividades seguem normalmente entre os que não aderiram ao movimento”, informaram.

O seu Ouvidor cada vez mais atual
Acompanhe as redes sociais do Jornal Ouvidor e faça parte da nossa lista de transmissão de conteúdos, mande um WhatsApp para (11) 9 8904-6228, com a mensagem: Quero fazer parte da comunidade do Ouvidor.
De segunda a quinta-feira, às 19h você é convidado a prestigiar o programa De Frente com o Ouvidor. Sempre trazendo os principais assuntos da região. Muita conversa e bate-papo bacana. Confira no Canal do Ouvidor no Youtube.
Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments