E nós aqui?

Elon Musk
Elon Musk teceu criticas ao STF brasileiro. Como resposta, ministro Alexandre de Moraes incluiu magnata em investigação contra as milícias digitais. Foto: Divulgação Internet

Um dos temas que a grande imprensa se debruçou essa semana foi a manifestação de Elon Musk que se arvorou em atacar o Brasil. Bem em seu estilo de dono do mundo, disparou uma metralhadora de palavras destinadas a ofender a soberania brasileira, se metendo onde não é sequer convidado.

Foi notícia no Ouvidor

Ups! Acabo de ver a notícia de que a Secom (Secretaria de Comunicação da Presidencia da República) suspendeu a publicidade do governo no X (o antigo Twitter).

Então estou enganado, o governo brasileiro ajuda a encher o cofre do magnata que se dá ao luxo de fabricar foguetes para encontrar um planeta novo para onde possa se mudar quando a vida na terra ficar insustentável. A ajudinha nacional à fortuna de Elon Musk foi suspensa porque ele dedicou algumas postagens para atacar o Supremo Tribunal Federal, o ministro Alexandre de Moraes e o presidente Lula.

Segundo o Portal da Transparência o governo brasileiro investiu, nos últimos 12 meses, cerca de três milhões de reais em anúncios no X, aproximadamente 250 mil reais por mês. A publicidade foi suspensa para que a plataforma não lucre diretamente com anúncios da administração federal e de empresas públicas e sociedades de economia mista como a Caixa (CEF), Banco do Brasil e Petrobrás.

Não vejo motivos para que os recursos do governo federal sejam gastos com anúncios em empresas que, além de desrespeitar as nossas leis, estão localizadas fora do país e geram pouquíssimos empregos a brasileiros (aliás uma das características da alta tecnologia é exatamente a dispensa de empregos).

Não estou aqui para defender a soberania nacional e, por princípio não creio que a manifestação desse homem mereça ser sequer mencionada na nossa imprensa. Ele tem o direito de ter a opinião dele como nós temos direito de ter a nossa. Não o julgo tão importante a ponto de merecer uma resposta do Governo, assim como nunca pensei que o Governo gastasse tanto dinheiro com publicidade nas empresas dele.

Que se gaste nas empresas nacionais, tanto nas grandes redes como nas empresas nanicas como a imprensa regional, nunca lembrada pelo governo federal (nem mesmo pelo Sebrae, que só investe na grande imprensa) mas que gera empregos e renda no país.

X e Elon Musk devem cumprir as leis locais em qualquer país onde se encontrem, é o justo. Mas não é justo que nossa economia se esvazie para que ele se torne mais bilhardário e menos respeitoso com o país dos outros. Que o Secom destine esse dinheiro todo para a pequena imprensa nacional que cumpre as leis e respeita o país.

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments