domingo, maio 15, 2022
spot_img
InícioCidadesSanta IsabelDER quer lixo fora da estrada

DER quer lixo fora da estrada

O Departamento de Estradas de Rodagem notificou a prefeitura de Santa Isabel para remover da faixa de domínio de todas as estradas estaduais que cortam o município, as lixeiras que atualmente servem para a recolha dos inservíveis da população.

A comunicação feita inicialmente no ano passado, foi reiterada esse ano com a ameaça da Autarquia promover a remoção, inclusive com o apoio da Polícia Militar Rodoviária atribuindo todos os custos ao município, através de cobrança administrativa, judicial se necessário com inclusão do CADIN (Cadastro de Inadimplentes), que pode comprometer a remessa de recursos para a Administração Municipal.

O DER tem como faixa de domínio cerca de 25 metros lineares a partir do eixo das rodovias estaduais. Santa Isabel tem duas estradas sob o controle da Autarquia, a SP 56 entre Arujá, Santa Isabel, Igaratá e a rodovia Arthur Matheus, entre a rodovia Presidente Dutra e o Portal. Além da faixa de domínio, o DER tem direito de restrição a edificações por mais 15 metros, totalizando 40 metros a partir da faixa central da rodovia.

Há vários anos tornou-se hábito da população depositar o lixo nas proximidades de pontos de ônibus facilitando, para pedestres e motoristas, o descarte de inservíveis. Sucessivas administrações municipais sacramentaram esse hábito construindo lixeiras dentro da faixa de domínio gerando risco para o tráfego em decorrência da presença de animais, domésticos e silvestres, que buscam alimento nas lixeiras.

O documento enviado pelo DER aponta especialmente três locais: km 69 + 800; 073 no sentido Santa Isabel e 0,69 + 700 no sentido Igaratá. Lixeiras em outros locais não foram indicados ou estão fora da área de influência da Autarquia.

O prefeito Carlos Chinchilla determinou à secretaria de obras, estudos visando a demolição das lixeiras e a definição de espaços onde possam ser construídos novos coletores dos inservíveis, centralizando os pontos de coleta. Para ele o principal é a população se conscientizar que a coleta do lixo em locais distantes, especialmente na zona rural, é onerosa para o município. – É preciso que todos adotem a coleta seletiva, especialmente nessas regiões mais afastadas do centro, destinando para as lixeiras coletoras apenas o que pode ser reciclado. Isso reduz o volume produzido no município e deixa de atrair animais, ao mesmo tempo em que economiza na coleta e destinação do lixo.

Chinchilla pede que a população sugira locais onde devem ser construídas as novas lixeiras e esclarece que somente após essas definições é que será estabelecida a rota de coleta, tantos do caminhão de recicláveis quanto os coletores de inservíveis.

RELATED ARTICLES

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Most Popular

Recent Comments