Depois de 31 anos, Monte Negro ganha nova UBS

A comunidade do Bairro Monte Negro em Santa Isabel já está usufruindo de uma nova Unidade Básica de Saúde. A UBS III foi inaugurada na manhã de ontem em um espaço amplo e acolhedor

“Nosso maior medo, era de que a qualquer momento a Vigilância Sanitária de Mogi das Cruzes viesse aqui e fechasse a única unidade de saúde do Bairro”, disse a secretária de Saúde de Santa Isabel, Helena Inácio. A fala era justificada pela condição precária na qual a Unidade Básica de Saúde (UBS III), Prefeito José Raymundo Lobo, esteve instalada nos últimos 31 anos. O novo espaço é um prédio público que além de acomodar e permitir melhor acessibilidade a comunidade, representará ainda uma economia de até R$ 45.600 por ano em aluguéis que vão deixar de ser pagos.

Infiltração, reboco caindo, poucos banheiros, salas pequenas, espaços inadequados para a realização de simples curativos e nenhuma acessibilidade. Foi em um espaço assim que a unidade de saúde do Monte Negro esteve instalada desde 1992, quando foi então inaugurada na gestão do ex-prefeito Mamoru Tomita. O prédio pertence a diocese de Mogi das Cruzes e funcionava aos fundos da Comunidade São Benedito – Irmã Rafaela.

Foi notícia no Ouvidor

O município pagava mensalmente, a diocese, um aluguel de R$ 3.800,00 pelo uso do espaço. Médico de formação e que também já prestou atendimento na comunidade, o prefeito Dr. Carlos Chinchilla sabia na prática que as condições do espaço não eram adequadas para se manter uma unidade de saúde. A partir daí e em reuniões com a comunidade, a gestão passou a enxergar a necessidade urgente de transferência do posto de saúde.

Próximo a unidade de saúde, a Escola Benedito Alves de Queluz, que abrigava apenas 160 alunos da rede municipal, tornou-se a única esperança para acolher o novo posto. “Até conseguirmos convencer a população sobre o projeto de transferirmos os alunos daqui para a Escola Municipal Firmino Alves de Queluz, não foi fácil, mas era única forma de darmos um atendimento de saúde digno a comunidade e melhor condição de trabalho aos nossos profissionais”, explica Helena.

Ao todo foram realizadas três reuniões com a comunidade até se oficializar o fechamento da Benedito e a transferência dos estudantes para a escola Firmino, que está localizada há cerca de três quilômetros da antiga unidade. O local passou por reforma e ampliação, para absorver a demanda de novos estudantes, que são levados de van escolar para a nova escola.

Com o espaço público vago, a escola passou por adaptações e reformas estruturais para se tornar então uma unidade de saúde. Após 120 dias de obras e com investimento de R$ 257 mil proveniente de emendas impositivas repassadas pelos vereadores Bruna PAT, Marcos Cannor, José Martins e Marquinhos Pelican, o município conseguiu readequar o novo espaço para abrigar a UBS III.

Com um grande pátio na entrada, corredores amplos, ar condicionado e janelas que permitem a entrada de iluminação natural, o novo prédio conta ainda com 14 salas sendo quatro consultórios médicos, uma sala para atendimento odontológico, sala de reunião e refeitório para os colaboradores, além de local para expurgo, esterilização de instrumentos, sala de curativo, triagem, farmácia e recepção e também banheiros masculino, feminino e para pessoas com deficiência.

De acordo com a Santa Casa de Misericórdia de São Bernardo, responsável pela administração dos postos de saúde da cidade, a UBS III realiza uma média de 500 consultas por mês entre médicos e enfermagem: “Mas esse número poderá dobrar com a mudança para a nova sede e ampliação da oferta de atendimentos como odonto e fisioterapia”, explicou a entidade.

A secretária Helena reforçou a inclusão destes dois importantes serviços que passarão a ser ofertados a comunidade, o que antes obrigava os moradores a se deslocarem para a UBS dos Jd. Acácias do Brotas no centro da cidade: “O atendimento com o dentista, por exemplo, não era possível antes, pois as salas do antigo prédio não permitiam a entrada de uma cadeira de odonto”, explicou. Além de contar com atendimento de fisioterapia, a UBS III passará também a ofertar atividades com educador físico a comunidade.

“Nossa UBS não tinha nem mais reconhecimento do Conselho Regional de Medicina para funcionar devido a precariedade em que estava, não podíamos mais correr o risco de ter a unidade fechada. Hoje nós melhoramos esse posto de saúde utilizando para isso mais do que um prédio antigo, mas sim as boas ideias.

Agora, além da aprovação pelos órgãos oficiais como Cremesp, Coren, CRF, entre outros, a comunidade recebe um novo posto de saúde com todas as dependências necessárias e assim conseguimos levar cada vez mais dignidade ao usuário do SUS”, destacou o prefeito Dr. Carlos Chinchilla.

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments