Caminho de Damasco
Antiga sede da Caminho de Damasco, em Santa Isabel. Foto: Jornal Ouvidor

A equipe que trabalhou para a Sociedade Beneficente Caminho de Damasco, ex-gestora dos postos de saúde de Santa Isabel, se surpreendeu nesta manhã, 25/07, quando descobriu que não tinha ninguém no endereço marcado para a homologação do fim do contrato de trabalho.


Leia também

Prefeito Justifica redução de dívida milionária


A data foi alterada sem a comunicação prévia dos funcionários. Internamente os trabalhadores contam que a Caminho de Damasco informa que a prefeitura não fez o repasse final e, por isso, a entidade não poderia encerrar o vínculo com os trabalhadores.

“Estão todos sem resposta e sem acesso ao FGTS. E nós soubemos que a prefeitura já fez o repasse”, diz uma pessoa que prefere não se identificar.

“Está muito difícil a situação. Cada colaborador conta com esse pagamento, cada um sabe de suas necessidades e não estão pedindo nada mais além do que os seus direitos. É um descaso o que está acontecendo”, disse outra pessoa, acrescentando: “Mesmo assim eu tiro o chapéu para todos, porque apesar de tudo, e sem receber, não deixaram de fazer o seu trabalho com presteza, dedicação e amor. Uma pena os responsáveis não saberem o que é isso”.

A reportagem do Ouvidor questionou a Assessoria de Imprensa da Prefeitura de Santa Isabel, mas até o momento não obtivemos retorno.

Se inscrever
Notificar de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments