Sucesso de público e críticas no 1º Feirão do Emprego

Mais de 4.000 pessoas compareceram no evento e a repercussão já abriu 500 novas vagas para quem já se cadastrou no Banco do Emprego

Cidades Em 29/11/2019 22:26:44

por Érica Alcântara

Na quarta-feira, dia 27/11, a rotina do Bairro 13 de Maio mudou completamente, com a presença de uma multidão em busca de uma oportunidade de trabalho no 1º Feirão do Emprego de Santa Isabel. Ao todo, 4.302 pessoas passaram pelo atendimento, 402 vagas foram preenchidas das 534 ofertadas.

Durante o Feirão, 19 empresas disponibilizaram vagas e 1.311 candidatos foram encaminhados para uma segunda etapa de seleção. A novidade anunciada pela secretaria de Desenvolvimento Econômico foi o lançamento do Banco do Emprego, onde os currículos de 506 pessoas foram cadastrados num sistema que vai procurar as futuras vagas disponíveis, aquelas que se encaixam dentro do perfil do candidato. 

As empresas que participaram presencialmente do Feirão foram: Jato Empregos, Eterna RH, Zelar Empregos e Serviços, New Partner e VRS RH. Os selecionados para a segunda fase, conforme os critérios das agências de emprego, podem consultar a lista de seleção no site da Prefeitura, ou acessar a lista diretamente no site do Jornal Ouvidor: www.jornalouvidor.com.br 

“É importante ressaltar que foi o primeiro feirão de muitos. O principal objetivo é reduzir o número de desempregados, gerando emprego, renda e desenvolvimento para Santa Isabel. Estou muito feliz pelo primeiro resultado e vamos aprimorar o atendimento nos próximos feirões, com novas vagas, especificações e preferências para os isabelenses” afirmou a Prefeita Fábia Porto.

Novas vagas

Segundo Cardoso Júnior, secretário de Desenvolvimento Econômico, a repercussão do Feirão foi tão grande que a empresa Credit Cash, de São Paulo, entrou em contato com a Prefeitura de Santa Isabel na quinta-feira, 28/11, e se comprometeu a dentro de alguns dias disponibilizar mais 500 vagas para estudantes do 1º, 2º e 3º ano do ensino médio que estão em busca do primeiro emprego e já deixaram os currículos no Banco do Emprego.

“Superamos todas as expectativas e aprendemos com algumas falhas que identificamos neste primeiro evento, por exemplo, na próxima edição vamos anunciar previamente as vagas disponíveis e elaborar um mural na entrada, assim a pessoa confere se tem alguma que se encaixa com o seu perfil. Também estamos acolhendo sugestões de melhorias, nosso propósito é ajudar o trabalhador a se recolocar no mercado de trabalho”, descreve Cardoso.

Para o Secretário, é natural que nem todas as pessoas saiam do evento inteiramente satisfeitas. “Uma vez que tínhamos 534 vagas, certamente 3.768 pessoas não seriam imediatamente selecionadas. Isso não significa que perderam tempo, ou que o evento tenha sido uma fraude, muito pelo contrário, exemplo disso ocorre agora que estas novas vagas apareceram e já temos currículos no banco para indicar”, explicou.

Críticas

Dezenas de pessoas que entraram na fila de espera do Feirão criticaram o atendimento. M.A. disse que chegou de madrugada, às 00h30, foi a décima pessoa a ser atendida: “E já não tinha mais vaga, imagina para quem chegou depois das 8h? Que descaso com a população, pura palhaçada”, reclamou. 

Muitos desempregados disseram que se sentiram humilhados, que faltou água e banheiro para tantas pessoas a esperar debaixo de um sol causticante e abafado. Nas redes sociais pediram que o próximo Feirão seja realizado no Ginásio de Esportes, assim evita-se a confusão na porta da escola e as pessoas podem aguardar nas arquibancadas. 

O vereador Reinaldo Nunes fez um vídeo protestando a realização do evento, anunciou nas redes sociais que era uma farsa e complementou sua manifestação garantindo que, possivelmente por via das dúvidas, entregou 250 currículos que armazenava em seu gabinete. Segundo testemunhas, o parlamentar usou da sua posição política para furar a fila.