SSP-SP divulga os índices criminais da região

As cidades de Arujá, Igaratá e Santa Isabel apresentam reduções em crimes como homicídio doloso, latrocínio e estupro, os dados são da Secretaria de Segurança Pública (SSP)

Segurança Pública Em 06/10/2017 19:28:08

A Secretaria de Segurança Pública (SSP) de São Paulo divulgou na semana passada os índices criminais dos 645 munícipios paulistas. Numa avaliação dos oito primeiros meses deste ano, com o mesmo período do ano passado, Arujá, Igaratá e Santa Isabel apresentam redução em crimes como homicídio doloso, estupro, latrocínio além de um aumento nas prisões por tráficos de droga.

Crimes em Arujá

Dos municípios da região, Arujá é o que mais apresenta redução da criminalidade. Foram 44% de queda em homicídio doloso (quando há intenção de matar) e 39% de redução nos casos de estupro. A cidade registrou em junho deste ano, um caso de latrocínio (roubo seguido de morte) e realizou 67 autuações por tráfico de drogas, 52% a mais do que no mesmo período do ano passado quando foram realizadas 32 apreensões. 

Crimes em Igaratá 

Dos crimes avaliados, Igaratá não registra mais de dois casos. A cidade contabilizou, de janeiro até agosto deste ano, dois homicídios, dois casos de estupro e uma única prisão por tráfico de drogas. 

Crimes em Santa Isabel 

Nos oito primeiros meses deste ano a cidade registrou seis casos de homicídio, o mesmo número registrado em todo o período do ano passado. Houve redução nos crimes de estupro, oito casos em 2017 contra 13 registrados no mesmo período do ano passado. As prisões por tráfico de drogas realizadas pela Polícia Militar e Civil nos oito primeiros meses do ano passado foram 22 prisões e neste ano a cidade já registrou 26 casos. 

O que dizem as autoridades

Comandante da Polícia Militar de Igaratá, Sargento Sandro Pimentel, ressalta que os índices criminais do município sempre foram baixos. De acordo com o Sargento, nos dois casos de homicídio registrados neste ano, as vítimas eram envolvidas com o tráfico de drogas. “Infelizmente este é um crime impossível de se prever, nossa corporação faz patrulhamento preventivo e ostensivo a fim de evitar que novos crimes como estes aconteçam”, diz.  

O 1º Tenente da Polícia Militar de Santa Isabel, Ronildo Lopes, explica que sua corporação está de olho nos índices criminais e espera manter a redução até o final deste ano: “Dos homicídios registrados até aqui, boa parte deles envolvem casos de pessoas que tinham uma ligação com o crime e morreram em consequência disso. A PM tem feito o trabalho ostensivo de fiscalização em bares e até blitz em veículos e motos, isso ajuda a impedir que pessoas mal-intencionadas tenham liberdade para agir e cometer crimes de qualquer natureza”, diz Ronildo. 

Respondendo temporariamente por Arujá, o 1º Tenente Ronildo Lopes afirma que desde o início deste ano a cidade tem ficado abaixo da média em seus números criminais. “Os policiais de Arujá trabalham forte no combate ao tráfico na cidade, lá são realizadas quase que diariamente prisões e apreensões por tráfico de droga. Isso mostra em números que o trabalho da PM tem dado resultados”, finaliza. 

Índices criminais referente a 2017

                Homicídio Doloso        Latrocínio Estupro     Tráfico 

Arujá5                 1        14    67

Igaratá 2                 0         2     1

Santa Isabel    6                 1                      8    26