Sesi vai reservar 384 vagas para estudantes de Poá na unidade de Suzano, afirmam deputado André do Prado e prefeito Gian

Em reunião, o superintendente do Sesi –SP garantiu que os alunos poaenses terão suas vagas garantidas na escola de Suzano

Cidades Educação Em 13/04/2017 14:48:31

 Assessoria de Imprensa Dep. André do Prado

 

O deputado André do Prado e o prefeito de Poá, Gian Lopes, foram recebidos pelo superintendente do Sesi-SP, Walter Gonçalves, e com o diretor de Educação, Prof. Fernando Carvalho, para tratar sobre a desativação da unidade poaense.

 

O chefe de Relações Governamentais da Federação das Indústrias do Estado de São Paulo (Fiesp), Sérgio Barbour, e os vereadores: Saulo Souza, Marcílio Duarth e Saulo Dentista também estiveram presentes na reunião.

 

Durante a reunião, o superintendente do Sesi explicou que a decisão de desativar a unidade de Poá é irreversível. “Desde 2007, nossa política é de oferecer uma estrutura que os estudantes permaneçam em tempo integral na unidade e, infelizmente, a unidade atual não permite isso”, comentou Walter.   A unidade de Suzano é moderna e tem capacidade de atender os alunos de Poá.

 

Sobre o terreno doado pela Prefeitura, ele explicou que, desde 2009, a instituição buscou alternativa para a construção de uma nova unidade, no padrão estabelecido pela rede. No entanto, a área oferecida pela Prefeitura não atendia às especificações exigidas o que inviabilizou a construção.

 

A notícia positiva conseguida pelo deputado e o prefeito é de que o Sesi irá reservar 384 vagas, somente, para alunos de Poá. Atualmente a escola da cidade atende, aproximadamente, 190 crianças e jovens residentes na cidade. 

 

O deputado André do Prado lamentou o fato da decisão de saída do Sesi de Poá ser irreversível e agradeceu a compreensão em reservar as vagas para os estudantes da cidade. “Com certeza, a saída do Sesi da cidade é uma perda devido a um processo que não foi resolvido no passado. A população poaense tem um carinho especial pela escola e ficamos gratos com esta disponibilização de vagas para alunos da cidade, uma vez que a permanência da unidade não será possível”, ressaltou o parlamentar.

 

O prefeito de Poá, Gian Lopes, também enfatizou que o terreno, disponibilizado pela Prefeitura e aprovado pela Câmara Municipal, fica próximo a um local que, em breve, será valorizado, com a construção de um parque, que deverá ser um novo cartão postal de Poá. Os vereadores presentes a reunião também se manifestaram lamentando a saída da instituição da cidade.

 

Embora não haja projeto, neste momento, para construção de uma nova escola na cidade, o superintendente do Sesi não descartou a possibilidade de, no futuro, a instituição voltar a ter uma unidade nova em Poá.