Santa Isabel participa de projeto piloto no Brasil

Ministra Damares inclui o município na rede de proteção e combate ao suicídio e a automutilação

Cidades Em 17/05/2019 20:58:48

por Érica Alcântara

Dos 26 estados federados, entre 5.570 municípios e Distrito Federal do Brasil, será em Santa Isabel e Suzano que o Ministério da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos começará a implantação da Campanha “Acolha a vida”, projeto-piloto do governo federal de prevenção ao suicídio e à automutilação de crianças e adolescentes. 

A Prefeita Fábia Porto, acompanhada da Diretora da Mulher e da Família Vera Lima, conta que foram convidadas para participar do encontro com a Ministra Damares Alves em Suzano e ninguém sabia que ela traria esta proposta do Governo Federal para a cidade, ainda fragilizada pela tragédia que ocorreu na Escola Estadual Professor Raul Brasil há exatos dois meses. 

“Por coincidência, ou obra de Deus, nós tínhamos em mãos um ofício solicitando ajuda no trabalho de prevenção ao suicídio e a automutilação. Nós conversamos com a Ministra, contamos a tristeza causada pela perda da jovem Yasmin Gabrielle e o aumento dos casos de automutilação, que nos preocupa profundamente. Ela não só recebeu o ofício, como já incluiu Santa Isabel nesta campanha. Seremos parte desse projeto-piloto que servirá de exemplo para todo o Brasil, quiçá o mundo”, comemora Fábia.

Na prática

A Ministra explicou que na prática o projeto deverá focar as escolas, capacitando profissionais de vários ramos para ler os sinais que as crianças e adolescentes em sofrimento estão emitindo. Também haverá acompanhamento do público alvo e de seus familiares trabalhando a conscientização, acolhimento e tratamento. “Queremos salvar vidas, começando por Suzano e Santa Isabel, sem bandeira partidária e sem qualquer tipo de alarde, por meio de um trabalho sério, científico e silencioso”, disse Damares.

A previsão é de que na próxima semana a pasta comece a elaboração do organograma das ações da campanha “Acolha a Vida”. Em Suzano o slogan será “Suzano Sem Dor”, em Santa Isabel será “Santa Isabel pela Vida”. 

A iniciativa envolverá quatro Ministérios: da Mulher, da Família e dos Direitos Humanos; da Saúde; da Educação; e da Cidadania. Nas cidades a atuação envolverá capacitações de professores, conselheiros tutelares, líderes religiosos, jornalistas, advogados, policiais, médicos e também familiares de crianças e adolescentes.

Ao todo, quatro cidades na América do Sul promoverão esse trabalho, já apresentado pela Ministra às Organização das Nações Unidas (ONU), que também será levado a Portugal. “Um projeto exemplar para o mundo. Suzano e Santa Isabel ajudarão salvar crianças e adolescentes em todo o planeta”, disse Damares.

Estatísticas 

A Ministra apresentou dados estatísticos que mostram que o suicídio é a segunda maior causa de morte entre os jovens (de 12 a 18 anos). Cerca de 120 mil pessoas/por ano tentam tirar a própria vida e 12 mil conseguem concretizar, o que torna o Brasil o 8º país no mundo a sofrer com esse mal. Estima-se que 20% dos jovens estão se automutilando atualmente.

“Nós estamos entrando em contato com as escolas de Santa Isabel e verificando que a automutilação cresceu nos últimos anos de forma avassaladora. Precisamos agir rapidamente e acreditamos que este projeto será uma grande oportunidade para promover qualidade de vida”, diz a diretora Vera Lima.

Fábia agradece o apoio do deputado federal Marco Bertaiolli e do deputado estadual Estevam Galvão na inclusão de Santa Isabel neste projeto piloto.

 

Notícias Relacionadas