Santa Casa presta contas referentes a 2016

Prefeita anuncia parceria para implantar o Pronto Socorro Infantil

Cidades Saúde Em 28/04/2017 19:04:49

 

Prestigiada pela prefeita Fábia Porto, pelo secretário José Heleno Pinto, a Mesa Administrativa da Santa Casa de Misericórdia de Santa Isabel apresentou aos membros da Irmandade o balanço referente ao ano de 2016, classificado pelo provedor Benedito Ribeiro como um dos mais difíceis dos últimos anos.

O evento realizado na noite de terça-feira passada no auditório do Hospital Gabriel Cianflone, mostrou que sem a UPA (Unidade de Pronto Atendimento) o hospital isabelense perde uma de suas maiores fontes de renda, o atendimento de urgência e emergência. Segundo o Administrador, “a porta de entrada do hospital é a Upa, sem ela as dificuldades aumentam”.

A Santa Casa abriu mão de administrar a Unidade de Pronto Atendimento durante a gestão do ex-prefeito Padre Gabriel Bina. Na ocasião reivindicava aumento do repasse do convênio com a Prefeitura Municipal, insistentemente negado pela administração. Contudo, logo no início desse ano, aceitou a oferta da Prefeita Fábia Porto que propôs uma redução dos custos da gestão da UPA, mantendo o mesmo subsídio concedido desde o início das atividades da Upa, ainda no governo do ex-prefeito Helio Buscarioli. Admitindo que a redução de custo proporciona mais receita, a Irmandade aceitou retornar à gestão da Unidade de Pronto Atendimento no mês de fevereiro passado. 

Na demonstração de terça-feira a administração do hospital concentrou sua explanação no volume de procedimentos realizados na Santa Casa. Foram 17.919 atendimentos em especialidades no Ambulatório; 221 partos cesárias e 238 partos normais pagos pelo SUS (Sistema Único de Saúde). No período foram feitas 772 cirurgias através do SUS.

Em todo o ano de 2016 o hospital realizou 8.132 atendimentos de pronto socorro, 82 internações 33 partos cesárias e quatro partos normais através dos convênios de saúde.  Entre convênios médicos e particulares foram realizados 11.028 atendimentos de especialidades indicando que uma das melhores condições de aumentar a receita do hospital é a ampliação dos atendimentos particular e dos convênios. 

FINANÇAS

Na demonstração das finanças não ficou claro o volume de dívidas do hospital, mas entre receitas e despesas apresentou-se o déficit de R$145.452,42, com um recurso a receber do Ministério da Saúde, de R$170.906,55 referente a realização de um mutirão de catarata promovido entre setembro e novembro de 2015. Em 2016 a receita foi de R$12.947.773,22 com a despesa de R$13.193.225,64.

O provedor Benedito Ribeiro aproveitou-se da ocasião para agradecer publicamente ao deputado federal Márcio Alvino a pela emenda parlamentar no valor de R$300.000,00 que permitiu a aquisição de uma autoclave (equipamento utilizado na esterilização de equipamentos), um sistema de vídeo laparoscopia e uma cama elétrica. Agradeceu também ao Rotary Club Santa Isabel Centenário que, nessa semana entregou à maternidade do hospital um oxímetro (equipamento que identifica problemas cardíacos em recém-nascidos) (Veja matéria nessa edição). 

Depois de falar das obras de reforma do prédio da Santa Casa, o Provedor agradeceu às pessoas que se empenharam na realização da 1a Festa Gaúcha e a Ação entre Amigos ações que resultaram na arrecadação de R$86.898,64 investidos nas obras. Explicou que, diferente do planejado, o recurso arrecadado com a Festa Gaúcha não foi utilizado para a reforma do telhado, mas na adequação do espaço junto ao Centro Cirúrgico onde ficará instalado o autoclave.

Pronto Socorro Pediátrico

Ao saudar a diretoria da Irmandade da Santa Casa de Misericórdia a prefeita Fábia Porto exaltou o trabalho realizado pela atual administração e manifestou a sua alegria ao reconhecer que não ocorrem mais reclamações contra a UPA, desde que a Irmandade assumiu a administração da unidade.

Encerrando a sua fala a Prefeita anunciou que desenvolve tratativas com a administração do Hospital visando não apenas a reabertura do setor de pediatria, mas a sua disposição de instalar ali um pronto socorro pediátrico, uma de suas mais intensas promessas de campanha por reconhecer que, o município carece de um atendimento mais dedicado à criança.

 

Notícias Relacionadas