Sem Samu em Santa Isabel

Infraestrutura precária do SAMU prejudica o atendimento

Saúde Em 17/02/2017 17:12:00

Reportagem: Érica Alcântara

 

Na quarta-feira, 15/02, quebrou a última ambulância do Serviço de Atendimento Móvel de Urgência – SAMU 192 de Santa Isabel que ainda estava em funcionamento. O município ficou sem atendimento por algumas horas, até que o setor de ambulância da prefeitura temporariamente emprestou um carro para os socorristas.

Ao todo 11 veículos, entre ambulância, ônibus e carros da saúde, estão inutilizados. Na fila do mecânico do setor de serviços municipais, os automóveis quebraram, aparentemente, por falta de constante manutenção. Funcionários, que preferem não se identificar, relatam que o drama do setor de SAMU já dura há anos, ultrapassando gestões.

O aspecto do setor de ambulância SAMU é de abandono. A primeira vista, quando se chega ao departamento é a fachada do imóvel que gera impacto, as paredes estão descascadas, com a tinta expelindo uma camada grossa de massa corrida, craquelando o que um dia foram as letras que davam nome ao prédio destinado a saúde.

A sala onde a responsável pelo setor recepciona a população se assemelha a um puxadinho improvisado das casas de interior. Não possui acessibilidade, está alguns degraus acima do nível da rua. As paredes de bloco à vista possuem as ranhuras próprias deste material. A cobertura é de telha de amianto, não tem laje, assim nos dias quentes a temperatura do ambiente é alta e nos dias frios é muito baixa. Na quinta-feira, 16, a sensação térmica do local era de aproximadamente 42 graus Celsius, a funcionária trabalhava com as bochechas rosadas como quem se encontra em uma sauna. Ela não liga o ventilador instalado na parede, diz que o ar quente que circula dificulta mais o serviço.

 

Para que serve o SAMU

SAMU é um serviço pré-hospitalar que tem como objetivo atender as pessoas (vítimas) envolvidas em alguma situação de urgência ou emergência.  Gratuito, o SAMU funciona 24h, por meio da prestação de orientações e do envio de veículos tripulados por equipe capacitada, acessado pelo número "192" e acionado por uma Central de Regulação das Urgências.

O SAMU realiza os atendimentos em qualquer lugar: residências, locais de trabalho e vias públicas, e conta com equipes que reúne médicos, enfermeiros, auxiliares de enfermagem e condutores socorristas.

 

Notícias Relacionadas