“Quem ama castra”, alerta Veterinária

A posse responsável de cães e gatos envolve cuidados importantes com a saúde e ajudam os animais a terem uma vida saudável

Saúde Cidades Em 12/08/2016 18:08:48

Reportagem: Bruno Martins

 

“Ter um animal doméstico é mais do que simplesmente dar banho, comida e sair uma vez ou outra para caminhar pelas ruas ou praças, é de extrema importância saber cuidar da saúde do cachorro ou do gato”, quem faz o alerta é a veterinária da secretaria Municipal de Saúde de Santa Isabel Dra. Paloma Belzunce. A Profissional ressalta a importância da castração de cães e gatos, que além de impedir a procriação indesejada ajuda a prevenir doenças, na maioria das vezes fatais.

Por mês o canil de Santa Isabel realiza cerca de 40 castrações a maioria delas de animais domésticos cujos donos agendam o serviço gratuito direto na secretaria de Saúde. A castração previne a fêmea de infecções no útero que podem surgir em decorrência da gravidez e no macho previne o câncer nos testículos: “Quanto mais cedo o animal é castrado menos chances ele tem de adquirir doenças”, diz. 

Uma das doenças muito comuns entre cachorros e que traz chances mínimas de cura é a cinomose. Segundo a Veterinária, a doença deixa sequelas graves e acomete os animais em decorrência da falta de vacinação quando ainda filhotes. Por isso, de acordo com Paloma, é importante que os donos levem os animais pelo menos uma vez por ano a uma consulta com veterinário para realização de exames, além de manterem em dia as vacinas. 

A cinomose é prevenida através da vacina V10, que protege os cães de parvovirose, hepatite e até leptospirose que pode ser transmitida ao humano: “Para os gatos nós temos a vacina V5 que protege os felinos de doenças específicas. Além destas imunizações que devem ser dadas nos animais ainda filhotes é preciso que uma vez por ano eles tomem a vacina antirrábica”, completa.

Embora as casas de ração dispõem na maioria das vezes de vacinação para cachorros e gatos, Paloma ressalta que é importante que qualquer medicamento para os animais seja orientado e aplicados por médico veterinário. Os cuidados com a higiene também previnem doenças e devem ser seguidos à risca como manter lavados: roupas de cama, vasilhas de comida e água, além do espaço onde eles dormem.

Lidando diariamente com cães e gatos que foram abandonados por seus donos e hoje em decorrência de um atropelamento ou doenças vivem no Canil Municipal, Paloma e os demais profissionais do setor alertam para a necessidade das pessoas em aderirem à posse responsável por seus animais: “Os cães e gatos são animais que acompanharão seus donos por anos e por isso precisam assim como os humanos de cuidados especiais para manterem uma relação saudável e proveitosa”, finaliza.