Nenhuma cidade da região atinge as metas do IDEB

Resultados do Ideb mostram crise da educação da 8ª série ao 9º ano da rede estadual, pois nenhum dos municípios - Santa Isabel, Arujá, Igaratá e Guararema - alcançam suas metas

Educação Em 13/09/2014 15:33:48

O Ministério da Educação divulgou esta semana os resultados do IDEB – Índice de Desenvolvimento da Educação Básica de 2013. Enquanto as médias obtidas do 4º ao 5º ano da rede municipal de ensino mostram bons desempenhos dos estudantes de Igaratá, Arujá, Guararema e Santa Isabel, os índices da 8ª série ao 9º ano da rede estadual de ensino mostram uma queda brusca de resultados.

IDEB - 4ª série ao 5º ano

Igaratá é o município da região com melhor desempenho da 4ª série ao 5º ano, pois desde 2007 apresenta índice dentro das metas projetadas. Das quatro unidades de ensino de Igaratá duas atingiram suas metas individuais, com destaque especial para a Emeif Irmã Paula Guimarães Nunes que, com a média 6.3, já atingiu a sua nota esperada para 2021.  

Santa Isabel que, em 2009, com a média 5.3 deu um salto significativo e alcançou a meta esperada para 2013, no ano passado registrou a mesma nota de 2011 e com a média 5.5 mantém o índice estimado para 2015. Das 13 unidades de ensino da rede municipal isabelense três não atingiram média na Prova Brasil e por isso não são pontuadas no Ideb. Das dez escolas avaliadas, quatro chegaram às suas metas individuais. A Emef. Vereador Luiz Benedito desde 2011 é a unidade de melhor desempenho de Santa Isabel, com a média 6.1 está a um décimo da sua meta estimada para 2017.

Arujá em 2013 não bateu a meta de 5.8 por um décimo, alcançou 5.7 e embora tenha apresentado uma melhora em relação a 2011, este é o segundo ano consecutivo fora da média esperada. Das 17 unidades de ensino da rede municipal arujaense, duas não obtiveram média na Prova Brasil, nove atingiram a meta projetada sendo a E.M. Recanto Primavera o destaque de 2013 que, com a nota 6.8, já superou a sua média estimada para 2019.

Guararema se recuperou da queda na avaliação de 2011 e ultrapassou a média esperada de 5.5 encerrando 2013 com a média 5.7. Das oito unidades de ensino da rede municipal guararemense, uma não pontuou na Prova Brasil e quatro atingiram as suas metas individuais. A E.M. José Benedito dos Santos se destacou em 2013 com a nota 6.7, pois superou a sua média estimada para 2021.

IDEB - 8ª série ao 9º ano

Da 8ª série ao 9º ano da rede estadual de ensino em 2013 nenhum município da região atingiu a meta esperada. Com a média 4.9 Santa Isabel é o que mais se aproximou da meta projetada de 5.1. Enquanto Arujá, com a média 4.5, ficou com o pior índice de 2013, distante cinco décimos de sua meta, além disso, o município arujaense é o único da região que nunca atingiu a projeção estipulada pelo Governo Federal.

Das nove escolas estaduais de Santa Isabel cinco atingiram a meta. A que tirou a maior nota 5.4 é a E.E. Major Guilhermino Mendes de Andrade, contudo a meta individual desta unidade de ensino era de 5.8. Por isso, a E.E. Profa. Laurentina Lorena Correa da Silva acabou registrando melhor índice em 2013, pois tinha que atingir a meta 4.5 e registrou 5.1, alcançando a média individual esperada somente para 2017.

Das 12 escolas estaduais de Arujá apenas quatro atingiram suas metas individuais. A pontuação da E.E. Amadeu Rodrigues Norte é o destaque do ano passado, pois com a média 5.3 já conquistou a sua meta estimada para 2017.

Igaratá com uma única unidade de ensino da rede estadual não atinge desde 2007 a média estipulada pelo governo federal para o município. Com a média 4.9, Igaratá ficou quatro décimos atrás da sua meta individual projetada. 

A rede estadual de Guararema, da 8ª série ao 9º ano, ficou três décimos atrás de sua meta ideal de 4.7. Das cinco unidades de ensino avaliadas apenas a E. E. Antônio Lerario atingiu sua meta individual e, com a média de 4.6, ficou com o mesmo índice da E.E. Prof. José Veiga, cuja meta era de 4.9.

De todos os estados brasileiros os alunos do 4º ao 5º ano de Minas Gerais e Santa Catarina lideram o ranking das avaliações com a média 5.9, seguidos de São Paulo e Paraná com 5.8.

Os estudantes do 8º ao 9º ano de Minas Gerais têm a melhor média do país de 4.6. Nestas séries o Estado de São Paulo não atingiu a sua meta projetada de 4.7 e encerrou a avaliação de 2013 com média de 4.4.

 


Cidade não atingem meta no Enen

As médias assinaladas em verde simbolizam que o município atingiu a sua média projetada pelo Governo Federal. As avaliações em vermelho simbolizam que os municípios não atingiram as suas metas.