Rota das Bandeiras antecipa para a tarde desta quinta-feira, 24, liberação do tráfego em novo trecho das marginais da D.

Em virtude das manifestações dos caminhoneiros, Concessionária irá liberar novas pistas entre a Ceasa e o Trevo dos Amarais para minimizar transtornos no trânsito

Trânsito Em 24/05/2018 14:21:21

por Comunicação da Rota das Bandeiras

A Concessionária Rota das Bandeiras, empresa responsável pela administração do Corredor Dom Pedro de rodovias, libera na tarde desta quinta-feira (24) um novo trecho com cerca de 2km de pistas marginais da rodovia D. Pedro I (SP-065), em Campinas, entre a Ceasa e o Trevo dos Amarais. A liberação para o tráfego foi antecipada pela Concessionária, com aprovação da Agência de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp), em virtude das manifestações dos caminhoneiros.

Na manhã desta quinta-feira, a via expressa teve lentidão na região por conta de uma ‘operação tartaruga’ dos caminhoneiros, que trafegavam em velocidade reduzida pela D. Pedro I. O trecho entre os km 141 e 143, nos dois sentidos, terá as marginais liberadas até as 17h.

“Esta é uma medida excepcional, que visa garantir a boa fluidez em um trecho de grande tráfego, com média diária de 125 mil veículos. É importante ressaltar, contudo, que pequenos ajustes ainda serão necessários nas marginais, e os motoristas devem ficar atentos à sinalização”, explica o engenheiro responsável pela obra, Sílvio Godoy.

Equipes da Concessionária estarão no local para coordenar o tráfego. O monitoramento na região é feito pelas câmeras do Centro de Controle Operacional (CCO).

Os motoristas que desejarem mais informações deverão entrar em contato com a Rota das Bandeiras por meio do telefone 0800-770-8070. A ligação é gratuita e o Serviço de Atendimento ao Usuário (SAU) da Concessionária funciona 24 horas.

Manifestações

Desde segunda-feira (21), a Concessionária monitora e coordena o tráfego em dois pontos do Corredor Dom Pedro. Na rodovia Prof. Zeferino Vaz (SP-332), em Paulínia, a manifestação ocorre nas imediações da Replan, no km 130. Na D. Pedro I (SP-065), em Igaratá, a paralisação ocorre no km 24. Desde terça-feira (22), a Justiça concedeu à Concessionária uma liminar que impede o bloqueio de todas as rodovias do Corredor Dom Pedro, sob multa de R$ 500 mil por manifestante.