Contaminação: Cidadã denuncia quadra interditada por pombos

Prefeitura não deu prazo para solucionar infestação de pombos em escola municipal de Arujá

Cidades Em 04/08/2017 21:38:55

Cidadãos denunciam infestação de pombos, riscos de contaminação e falta de manutenção na quadra da Escola Municipal Zilda Arns, no Bairro Mirante, em Arujá. Prefeitura garante que a denúncia não procede.

Uma pessoa que faz parte da comunidade estudantil, que tem medo de se identificar, afirma que desde maio a quadra da escola está interditada pelo departamento de zoonoses. “A interdição aconteceu há três meses por conta da infestação de pombos no local. Os alunos não podem entrar na quadra e as aulas de educação física são feitas nos corredores da escola”, explica. 

De acordo com a denunciante, a Secretaria de Educação já foi notificada para tomar providências. Em contrapartida, a Prefeitura enviou um caminhão pipa para lavar a quadra, mas “disseram que não poderiam fazer muita coisa porque falta um produto para desinfetar a área”, explica uma funcionária da escola que diz já ter encontrado um pombo morto, além da quantidade de fezes que ficam concentradas no chão da quadra.

Além disso, infiltração e alagamentos já enferrujaram as portas dos vestiários, corroídas pela ferrugem e cercada por uma parede verde de mofo. Os funcionários da escola limpam como podem a área, mas temem contrair alguma doença transmitida pelos pombos. 

A Prefeitura informa que é falsa e má intencionada a informação de que o Setor de Zoonoses interditou a quadra da Escola Municipal Zilda Arns Neumann, no Mirante. “A Zoonoses esteve no local e descartou qualquer possibilidade de contaminação. Orientou vedar o telhado, trabalho que já está sendo feito pela equipe de manutenção da Secretaria Municipal de Educação, o que deverá solucionar o problema inclusive da limpeza, que atualmente é feita por servidores da escola, com água limpa”, diz.

Quanto ao fechamento da quadra, a prefeitura afirma que o vandalismo foi o motivo. “Infelizmente este é um problema que afeta a qualidade dos serviços públicos e, neste caso específico, compromete as atividades das crianças que estudam na escola. A Prefeitura solicita aos moradores que denunciem os vândalos à Guarda Municipal (153) ou à Polícia Militar, para que a ocorrência possa ser registrada o mais rapidamente possível ou mesmo evitada", finaliza.