Região registra 14 casos de meningite

Ao todo há 12 casos confirmados da doença em Arujá. Em Santa Isabel duas pessoas contraíram a meningite neste ano. Dos 14 casos da região, cinco são de meningite bacteriana

Saúde Em 18/11/2017 00:02:10

Por Bruno Martins

 

As secretarias de Saúde de Arujá e Santa Isabel confirmaram nesta semana casos positivos de meningite em cada um dos seus municípios. Em Arujá o aumento se comparado a todos os casos registrados na cidade em 2016, é de 50%. Ao todo os dois municípios somam 14 casos confirmados da doença. No Brasil, a meningite matou nos cinco primeiros meses deste ano 312 pessoas.  

Dos tipos existentes de meningite, a bacteriana é considerada a mais grave de todas. Embora exista cura para a doença o tratamento neste caso precisa ser iniciado o quanto antes, a fim de evitar sequelas neurológicas como surdez, cegueira, paralisia dos músculos e até problemas cardíacos. 

Arujá confirma que em 2017 registrou quatro casos de meningite bacteriana e oito de outros tipos consideradas menos graves, como a viral por exemplo. Dos 12 casos confirmados neste ano, seis são de pessoas que moram no município e outros seis de moradores de outras cidades: “Por meio de nossa Vigilância Epidemiológica realizamos a quimioprofilaxia nos casos de meningite bacteriana, conforme recomendação do Ministério da Saúde”, informa a secretaria de Saúde de Arujá. Em 2016, a cidade registrou oito casos de meningite sendo duas bacterianas. 

Bebê de três meses contraiu meningite bacteriana 

Uma criança de três meses, que mora no Bairro Jd.  Novo Éden, foi o caso confirmado de meningite bacteriana registrado no mês passado em Santa Isabel: “Após os devidos tratamentos ofertados por nossa equipe de Estratégia e Saúde da Família (ESF) do bairro, o bebê passa bem já está com a família e não corre mais riscos de vida. Por medida de precaução receitamos a cada um dos familiares mais próximos da criança a medicação quimioprofilaxia com objetivo de impedir a manifestação do vírus nestas pessoas”, explica a diretora de Vigilância e Saúde Estela Santana. Em junho deste ano a cidade registrou um caso de meningite viral. Em 2016, Santa Isabel registrou quatro casos de meningite, uma bacteriana. 

Impasse do diagnóstico

Familiares de uma adolescente de 12 anos afirmam que ela está com meningite viral. A paciente que chegou a registrar estado grave de saúde, passou pela Unidade de Pronto Atendimento (UPA) e pela Santa Casa de Misericórdia de Santa Isabel onde chegou a ficar internada na Unidade de Terapia Intensiva (UTI) em ambiente isolado dos demais pacientes, até ser transferida para o Hospital Santa Marcelina em Itaquaquecetuba. 

A administração da UPA afirma que a unidade tratou o caso da adolescente como possível meningite viral, por precaução diante dos sinais e sintomas apresentados pela paciente: “Nosso diagnóstico não foi fechado até porque necessitava de uma análise mais detalhada, cujo resultado não sai na hora”, disse a administração.  A paciente foi transferida às pressas para o Santa Marcelina, após uma tomografia realizada pela Santa Casa indicar um abcesso cerebral, que necessitaria de análise e cirurgia por um médico neurologista. 

De acordo com a secretaria de Saúde de Santa Isabel, o próprio Santa Marcelina realizou exames mais detalhados na paciente que descartaram tratar-se de meningite viral. Diante da suspeita a Saúde afirma ter ido até a escola onde a paciente estuda e realizou ação educativa junto a pais, alunos e professores. A paciente segue internada no Santa Marcelina com estado de saúde considerado estável.