PS de Arujá passa por reforma e pacientes sofrem as consequências

Paciente esperou mais de quatro horas por atendimento médico e mesmo assim não saiu satisfeito

Via Whatsapp Em 09/10/2015 21:36:28

Via Whatsapp

 

Um morador do bairro Mirante, em Arujá, precisou socorrer uma funcionária que passava mal, mas quando chegou ao Pronto Socorro do bairro Jd. Renata se deparou com uma imensa bagunça. Marcelo Silva, 32, foi em busca do atendimento médico, mas encontrou mais de 50 pessoas aguardando, em pé, para serem atendidas pelo único médico no plantão.

Irritado, ele conta que os funcionários responsáveis pelos trabalhos de manutenção do PS começaram a lixar a parede, e em poucos segundos um pó branco tomou conta do ambiente. Além disso, ainda do lado de dentro da unidade, mães com crianças de colo e até cadeirantes, precisavam se esquivar entre os pintores e as latas de tinta para conseguir um cantinho onde se acomodar. 

- Ao invés de sairmos daqui curados, vamos sair intoxicados com esse cheiro forte de pintura”, lamentou um dos pacientes. Marcelo foi até a recepção e perguntou a uma funcionaria onde estaria o responsável pela unidade, e  como resposta que o encarregado não estava e sugeriu que ele voltasse outro dia. 

Marcelo diz que chegou ao Pronto Socorro às 18h30 e só foi sair do atendimento às 22h45. Prudente Marcelo gravou em vídeo do celular tudo o que viu no PS. Veja no site do Jornal: www.jornalouvidor.com.br